Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

DESAFIO

Rafael Jaques quer um Remo 'intenso'

terça-feira, 03/12/2019, 08:49 - Atualizado em 03/12/2019, 09:13 - Autor: Matheus MIranda


| Ney Marcondes

Em Belém desde o começo da tarde de ontem, o novo técnico do Remo, Rafael Jaques, será apresentado oficialmente hoje de manhã, no Baenão. O treinador gaúcho de 44 anos tem várias missões pela frente, sendo que a maior de todas é conquistar o acesso para a Série B do Campeonato Brasileiro, competição que o Leão Azul não disputa há doze anos. Até lá, ele tem que ajudar a formar o elenco e, principalmente, conseguir o que poucos tiveram chance nos últimos anos no clube: iniciar e terminar um trabalho.

Aos 44 anos, Rafael Jaques, natural de Porto Alegre (RS), treinou apenas o São José-RS em sua carreira de dois anos como técnico profissional. Ele levou o clube gaúcho à segunda fase da Série C do Brasileirão, mas foi eliminado pelo Sampaio Corrêa-MA. Em entrevista a RemoTV, o treinador falou sobre a oportunidade de trabalhar em um clube de massa e em uma realidade totalmente diferente da que estava acostumado.

“É muita felicidade de estar fazendo parte deste grande clube. Desde o início do ano já brilhava os olhos. De poder jogar contra e agora estamos juntos. Posso dizer que meu coração me trouxe para Belém. Estou muito orgulhoso de fazer parte do clube. Quando surgiu a possibilidade de vir para o Remo, aí balançou e coração bateu mais forte. No dia do jogo do São José em Belém contra o Remo, eu vi a torcida. No outro dia eu comentei com os jogadores que a torcida estava tão linda que eu até pedi para levar o gol para ver a comemoração da torcida. Eu vi uma torcida forte. Aquele canto é maior”.

Jaques deixou afirmou que, por mais que se emocione com o futebol, leva o esporte muito a sério para perder tempo comemorando ou se lamentando. “Futebol não tem tempo para sentimentalismo. Futebol não tem tempo nem para comemorar muito a vitória e nem se lamentar muito na derrota. Quem admite perder não pode estar no futebol. Não podemos perder e nem empatar. Sou calmo no dia a dia, mas quando envolve futebol eu levo muito a sério. Isso será uma marca minha aqui no Remo”.

O técnico remista enumerou as características que espera dos novos contratados pelo clube. “Hoje o futebol é muito intenso, muito rápido. E a gente não pode abrir mão disso. Na nossa mira estão jogadores com essas características. Claro que precisa ter qualidade. Mas com o padrão de força e velocidade, que é o que vai exigir em 2020”.

| Ney Marcondes
| Ney Marcondes
Treinador deu aval para o que foi feito até aqui e já se envolve diretamente no planejamento
| Ney Marcondes
| Ney Marcondes
| Ney Marcondes

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS