Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

POLÊMICA A VISTA

Clubes estudam anular fórmula de disputa do Parazão 2020

segunda-feira, 02/12/2019, 17:27 - Atualizado em 02/12/2019, 17:26 - Autor: Diego Beckman


O campeonato paraense 2019 pode começar de forma anormal
O campeonato paraense 2019 pode começar de forma anormal | Paulo Sérgio Pinto / Radio Clube

O Campeonato Paraense de 2020 ainda nem começou, mas já está envolto de polêmicas fora de campo. Após a reunião do conselho técnico, que foi realizado na última sexta-feira (29), alguns clubes não ficaram satisfeitos com a fórmula de disputa de pontos corridos e o número de datas disponíveis para o Estadual.

A tabela básica do torneio foi apresentada aos clubes e isso causou mal-estar entre as equipes. O Águia, por exemplo, já solicitou a Federação Paraense de Futebol (FPF) mudanças em algumas partidas, pois o clube fará uma sequência de quatro jogos seguidos como visitante.

“Com relação a tabela, a FPF está verificando ajustes, pois é prejudicial ficar quatro jogos sem que você possa jogar diante de sua torcida e não ter receita”, explica o presidente do Águia, Sebastião Ferreira.

O dirigente ainda diz que a FPF não aceitou ouvir a proposta dos clubes e colocar em votação durante a reunião.

“A gente acha um mal para o futebol paraense a proposta atual, pois disseram que a CBF obrigou o Campeonato Paraense ser dessa forma, mas na verdade ela apenas sugeriu com 13 datas”.

“Não quiseram ouvir nossa proposta de pontos corridos e fazer uma espécie de quartas de final, com cruzamento de 1º x 8º, 2º x 7º, 3º x 6º e 4º x 5º. Terá clubes que vão iniciar abril sem calendário para o restante do ano. Estamos tentando unir forças para anular a reunião do conselho técnico”, completou.

Não é somente o Águia que sinalizou ser prejudicado. O Bragantino, 3º colocado do estadual deste ano não irá receber Remo ou Paysandu dentro de casa, o que fere o regulamento onde os times do interior devem jogar em casa contra Leão ou Papão.

O presidente do Paysandu, Ricardo Gluck Paul também comentou a questão da tabela de jogos, onde o clube bicolor também alega ser prejudicado.

“No momento que a gente descobre que não foi imposição da CBF, a gente quer rever este ponto. Vou pedir para que seja anulada a reunião do conselho técnico, onde a gente vai tentar reverter a tabela”, diz o presidente.

Programado para começar no dia 18 de janeiro, o Campeonato Paraense poderá ter uma reviravolta em sua tabela, a começar pelo clássico Re-Pa, que pode sofrer mudanças.

Até o fechamento desta reportagem, a Federação Paraense de Futebol (FPF) não se posicionou sobre o assunto.


Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS