Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

FORMAÇÃO DO ELENCO

Nenhum jogador está seguro no Clube do Remo

quarta-feira, 30/10/2019, 11:12 - Atualizado em 30/10/2019, 11:10 - Autor: Matheus MIranda


Eduardo Ramos teve temporada ruim e está com a cotação baixa entre a torcida e diretoria
Eduardo Ramos teve temporada ruim e está com a cotação baixa entre a torcida e diretoria | Fernando Araújo/Diário do Pará

Na última segunda-feira (28), a diretoria de futebol do Clube do Remo, por meio das suas redes sociais, oficializou o desligamento do centroavante Neto Baiano, até então, um dos atletas que tinham o nome certo para figurar no elenco remista para o ano que vem. A saída repentina, contudo, abriu caminho para possível debandada de novos profissionais que possuem vínculo com a agremiação, como é o caso do meia Eduardo Ramos.

O atleta de 32 anos foi um dos mais citados pela torcida depois da demissão de Neto Baiano, em apelo para que o camisa 10 tenha o mesmo futuro. Conhecido por ter carregado o time nas costas, na campanha da Série D de 2015, que permitiu ao Leão o regresso à Série C do ano seguinte, a quarta passagem do armador, por sua vez, não empolgou. Em conversa com a reportagem, um diretor azulino declarou que se algum clube se interessar por Eduardo Ramos o Remo não se opõe em liberá-lo.

Longe do seu melhor preparo físico, o jogador alternou gás em campo durante um tempo, já que no outro claramente demonstrou fadiga. Muito do rendimento aquém do esperado, pode ter sido resultado da lesão no tornozelo que Eduardo Ramos sofreu no começo do ano, o que o afastou por mais de um mês dos gramados. A produtividade do jogador nesta atual passagem, por exemplo, foi a segunda pior desde que passou a vestir o manto azulino.

CESINHA

Outro que entrou na mira da torcida é o ala-direito Cesinha. O atleta tem contrato até outubro do ano que vem, mas causou irritação pelo péssimo desempenho no primeiro Re-Pa das semifinais da Copa Verde. Nas demais partidas, Cesinha conseguiu ser melhor do que os outros atletas que atuaram ao longo de 2019 na função.

A diretoria preferiu não se posicionar sobre novas rescisões, no entanto, no que depender dos remanescentes, o objetivo é ficar e fazer o melhor pelo time. “Tenho contrato até o ano que vem. É um time que já tinha ouvido falar, por ter amigos que já jogaram. É um time grande e a gente espera trabalhar para dar o nosso melhor dentro de campo e conquistar os objetivos”, destacou Cesinha.

 

Carlos Alberto e Rafael Tufa estão em avaliação

Mesmo sem atuar na reta decisiva da Série C pelo Remo ou na disputa da Copa Verde, dois jogadores estão no radar azulino para seguirem no clube ano que vem. O meia-atacante Carlos Alberto e o volante Rafael Tufa são os que estão em processo de avaliação no que diz respeito à permanência ou não no estádio Baenão. Ambos estão em processo de recuperação para voltar a jogar.

Carlos Alberto foi diagnosticado com aplasia medular no final de julho. Mesmo com o quadro estável, o jogador ainda aguarda decisão médica para ter uma data de retorno às atividades. Dessa maneira, internamente, os diretores trabalham em cima justamente com o prazo para firmar contrato, a priori, para o Parazão.

RAFAEL TUFA

Já no caso de Rafael Tufa, que teve poucas chances no time titular e acabou sofrendo lesão ligamentar no joelho esquerdo em amistoso, por ironia, como teste para ganhar visibilidade. Os dois atletas deverão ter o futuro resolvido após a chegada do diretor-executivo, programada ainda para esta semana.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS