Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

APOSTA

Tuna troca de técnico para sonhar com salvação na Segundinha

segunda-feira, 28/10/2019, 08:25 - Atualizado em 28/10/2019, 08:27 - Autor: Tylon Maués


Charles Guerreiro chegou no Souza em agosto.
Charles Guerreiro chegou no Souza em agosto. | Tuna/Divulgação

Depois do terceiro empate consecutivo na segunda divisão do Campeonato Paraense (1 a 1 com o Pedreira), a Tuna Luso não só se viu em situação delicada em busca da classificação para a segunda fase da competição. A consequência imediata da má campanha foi a demissão de Charles Guerreiro e a contratação de Samuel Cândido como novo treinador da equipe.

Tuna empata novamente e se complica na Segundinha

Após a partida de ontem, em entrevista à Rádio Clube do Pará, Guerreiro já dava sinais de que aquela seria a última no comando da Águia. “Infelizmente a camisa da Tuna pesou para alguns atletas”, disse. “Não agrada porque o time não está ganhando. A diretoria está à vontade para fazer o que quiser, sem problema”, completou o treinador.

Aos 58 anos, o carioca Samuel Cândido foi o comandante da última grande fase da Lusa no futebol estadual e nacional, no começo dos anos 2000. Na época, além do time profissional ele comandava a base da Tuna, também o último momento em que o clube revelou nomes que abasteceram Paysandu e Remo, jogadores que tiveram, posteriormente, projeção nacional.

O último trabalho do técnico foi no Bragantino, em parte da Série D do Brasileiro. Ele já comandou, entre outros, Paysandu, Paysandu, Abaeté, Independente, Parauapebas, São Raimundo, Gavião Kyikatejê, Cametá, Paragominas e Bragantino.

Cândido volta ao Souza com uma missão espinhosa que, se não tiver sucesso, significará que essa passagem pelo clube durará apenas uma partida. A Tuna tem que vencer o Cametá depois de amanhã, em pleno Parque do Bacurau, às 20h, para chegar aos seis pontos e torcer para que tanto o Mapará quanto o Carajás, ambos com quatro pontos, não vençam na rodada final, quando será a Tuna quem estará de folga.

O Grupo B da Segundinha é o único com cinco times, o que faz com que em toda rodada um clube fique de fora. Ontem, o Gigante da Vila abriu o placar aos 35 minutos da etapa final com o atacante Biro. A Lusa foi com tudo para cima e, já nos acréscimos, Paulo Rangel empatou. À tarde, também pela terceira rodada do Grupo B, no estádio Mamazão, em Outeiro, o Carajás venceu por 2 a 1, com gols de Mineiro e Capixaba para o Pica-Pau, com Abeny descontando para a equipe de Abaetetuba.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS