Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

HORA DO MATADOR

Hygor quer voltar a ser goleador e marcar contra o Leão 

sábado, 28/09/2019, 07:44 - Atualizado em 28/09/2019, 08:32 - Autor: Nildo Lima/Diário do Pará


Hygor assegura que está recuperado de lesão e pronto para o clássico de amanhã com o Remo
Hygor assegura que está recuperado de lesão e pronto para o clássico de amanhã com o Remo | Jorge Luiz/Paysandu

Autor de apenas 2 gols em 7 jogos pelo Paysandu, os dois clássicos contra o Clube do Remo, pela Copa Verde, representam a chance para o atacante Hygor Silva matar sua sede de gols e firmar seu nome com a Fiel. O bom desempenho diante do maior rival, que seria traduzido, sobretudo, em bola na rede, também pode garantir ao atleta emprego antecipado para a temporada 2020. Hygor garante estar motivado para voltar ao time após ter passado algum tempo como “hóspede” do Departamento de Saúde do clube.

“Estou esperançoso de ajudar a equipe”, afirma. Cauteloso, o atacante evita prometer gol, se limitando apenas a garantir empenho, caso seja escalado pelo técnico Hélio dos Anjos. “Se for lembrado, vou fazer aquilo que sempre faço, que é me empenhar em campo”, diz. Embora tenha participado de apenas um dos 4 clássicos da temporada, Hygor assegura estar bem familiarizado com a atmosfera que envolve Belém nos dias que antecedem ao grande choque entre azulinos e bicolores.

“Tive a oportunidade de jogar o primeiro Re-Pa da Série C e pude sentir como é que fica a cidade e o clima das duas torcidas pela rivalidade”, conta o atleta, que acredita que o Papão teve preparação adequada para o clássico, com a comissão técnica atuando em todos os campo, inclusive no que diz respeito à cabeça dos jogadores. “Psicologicamente também vamos precisar muito”, lembra Hygor. Ele qualifica os Re-Pa’s como duelos dos mais importantes para o Paysandu no ano prestes a se encerrar. “São 180 minutos e, para nós aqui, são dois dos jogos mais importantes na temporada”, afirma.

De acordo com o atacante, o confronto com o Leão reserva uma peculiaridade. “Clássico não se joga, clássico se ganha, se compete”, salienta. “Pela rivalidade é um jogo especial. Só entrar em campo e ver a festa da torcida é tudo o que o jogador precisa”, ratifica. “Queira ou não, os dias vão passando e vai dando aquele friozinho na barriga”, emenda Hygor.

“Respeitamos muito o nosso adversário para que nesses 180 minutos a gente possa chegar ao nosso objetivo, que é estar na final”, afirma Hygor, que garante estar recuperado da lesão na coxa que o deixou de fora do jogo passado. “Pronto pra jogar”.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS