Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

NO ESTALEIRO

Escalação do Paysandu depende do departamento médico

terça-feira, 24/09/2019, 07:40 - Atualizado em 24/09/2019, 07:54 - Autor: Nildo Lima/Diário do Pará


Quem vai estar à disposição?
Quem vai estar à disposição? | Jorge Luiz/Paysandu

Depois de uma folga surpresa no domingo, quando, inicialmente, o grupo deveria trabalhar, o elenco do Paysandu iniciou, ontem, a semana de preparação para o primeiro dos dois clássicos que fará, contra o Clube do Remo, pela semifinal da Copa Verde. O grupo se apresentou ao técnico Hélio dos Anjos pela manhã, na Curuzu, mas, no período da tarde, também houve movimentação, com o técnico Hélio dos Anjos dando sequência a programação que elaborou em conjunto com os seus assistentes.

O treinador convive com a expectativa de contar com os jogadores que estiveram no Departamento de Saúde do clube, mas que já estão em fase de transição, casos dos meias Tiago Luis e Tomas Bastos. Já o outro apoiador afastado dos treinos há um pouco mais de tempo, Leandro Lima, só deve estar à disposição para o segundo Re-Pa. Fora os liberados pelo DS, Dos Anjos tem ainda a volta do zagueiro Micael e dos volantes Léo Baiano, Caíque Oliveira e Wellington Reis, que cumpriram suspensão.

O atacante Hygor já é dado como certo para o Re-Pa. O jogador vem treinando normalmente. Ontem, ele falou sobre a folga concedida ao grupo do clube. Segundo o jogador, o cancelamento do treino do último domingo ocorreu de maneira acertada pelo treinador bicolor. “A equipe estava precisando para repor as energias”, justificou. “A gente precisava para ficar um pouco com a família. A gente precisava esquecer um pouco o futebol. Fez bem”, declarou.

Diretoria estuda o valor da premiação

A diretoria do Paysandu ainda não informou nada e os jogadores, de suas partes, não comentam nada sobre o tema. Mas a tendência é de que o clube acerte, durante essa semana, o valor de uma premiação a ser paga ao elenco, caso o clube chegue a decisão da Copa Verde, contra o classificado da semifinal entre Goiás-GO e Cuiabá-MT. Chegando à etapa final do torneio será a quarta vez que os bicolores disputarão o troféu. Antes, em 2014, 2016, 2017 e 2018, o Papão enfrentou o Brasília-DF, o Gama-DF, Luverdense-MT e o Atlético-ES, perdendo a primeira e a terceira final que participou.

A classificação do time à Série B do Brasileiro, que acabou não acontecendo, também chegou a ter premiação estipulada pela diretoria em reunião com os líderes do elenco. Mas a equipe acabou dando adeus à Série C do Nacional após o polêmico jogo contra o Náutico-PE, nos Aflitos. Com o time tendo sido alijado na Segundona e, consequentemente, perdido a chance de retornar a Segunda Divisão do Nacional, os jogadores e membros da comissão técnica acabaram perdendo uns bons trocados, conforme ressaltou o presidente Ricardo Gluck Paul.

“Ninguém ficou satisfeito com o resultado final”, lembrou o dirigente. “Os jogadores perderam premiação por não terem tido o acesso”, salientou o presidente. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) destina ao campeão da Copa Verde vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil. Este ano a premiação pela participação no torneio nacional rendeu ao Papão a soma de R$ 2.5 milhões, sem contar o valor arrecadado nas bilheterias do jogo de volta contra o Internacional-RS, quando acabou sendo eliminado da disputa.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS