Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

EXPECTATIVA

Novatos do Leão vislumbram o clássico Rei da Amazônia da Copa Verde

sexta-feira, 20/09/2019, 08:13 - Atualizado em 20/09/2019, 08:25 - Autor: Matheus MIranda


Cesinha espera repetir boa impressão da estreia no Re-Pa.
Cesinha espera repetir boa impressão da estreia no Re-Pa. | Samara Miranda/Remo

No último domingo (15), a vitória expressiva do Clube do Remo, no estádio Baenão, serviu como um cartão de apresentação do Fenômeno Azul, como é conhecida a torcida azulina, para alguns profissionais recém-chegados. Dentre os novatos, a presença do treinador Eudes Pedro, do jovem Rony e do lateral-direito Cesinha, última contratação remista para o elenco profissional regular nesta temporada.

Re x Pa das semifinais da Copa Verde já estão com datas definidas

Remo vê confronto contra o rival pela Copa Verde como chance de ouro

Embora não tenha completado um mês na Toca do Leão, Cesinha caiu nas graças por ajudar o novo estilo de jogo adotado pela comissão técnica. Assim, para se firmar no time após a participação com pé direito na sua estreia, em Belém, o lateral espera contar novamente com o “pé de coelho”, agora, ao debutar com a camisa azul-marinho no maior clássico da Amazônia, que é o Re-Pa, na semifinal da Copa Verde.

Com alguns clássicos de peso na bagagem, já que defendeu o Santa Cruz nesta temporada, por outro lado, o jogador apontou que a mística do duelo local é imensurável, sobretudo pelas circunstâncias que colocam fogo na partida.

“Já ouvi falar bastante. Já tive amigos que jogaram aqui no Remo e que jogaram lá. Eu acompanho bastante, sei da grandeza e da importância. Sabe que os clássicos são grandes. A gente sempre se prepara bem para corresponder à altura. Trabalhamos sempre pela vitória e a gente vai fazer o que for necessário para estrear com mais uma vitória”, disse.

SUAVIDADE

Logo após a confirmação da classificação do Paysandu à semifinal, de imediato os torcedores de ambas as equipes deram início ao clima quente característico pré-jogo. Mas, dentro do time do Remo, no caso de Cesinha, o atleta destacou que no momento está ‘de boa na lagoa’.

“Eu sou um cara bem tranquilo, procuro ficar em casa com a minha esposa. Mas em questão de ficar ansioso, normalmente todo o jogador fica. Mas procuro ficar bem tranquilo com a minha esposa e ficar com o coração bom para poder treinar bem e fazer um bom jogo, mesmo em clássico”, comentou.

Titular absoluto na posição que até então contava apenas com a sua presença de imediato para a função, o atleta comentou agora a disputa com o garoto Rony, cria da base remista que colocou o nome como opção. “O Rony é um menino muito bom e que vai nos ajudar e dar capacidade. Vai ser uma disputa boa e a gente espera sempre o melhor”, pontua.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS