Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

DO PARÁ PARA O MUNDO

Canoísta paraense vai disputar Mundial na França

quarta-feira, 04/09/2019, 11:40 - Atualizado em 04/09/2019, 11:40 - Autor: Com informações da Agência Pará


| divulgação/Seel

As águas da Baía do Guajará, em Belém, atraem pessoas de todos os estilos, idades e hobbies. Enquanto alguns passeiam e contemplam a paisagem natural, outros trabalham. É o caso de Lorena Jacob, atleta que se prepara para o Campeonato Mundial de Canoagem, que acontecerá de 9 a 15 de setembro em Saint-Pierre-Quiberon, na França.

Integrante do programa Bolsa Talento, da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), Lorena foi convocada em março deste ano, pela Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa) a fazer parte da delegação brasileira, sendo a primeira paraense a participar do Mundial.

A convocatória se deu pelo seu resultado na primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Canoagem Oceânica, no município de São Sebastião, em São Paulo, onde conquistou o segundo lugar. “A convocação foi super emocionante, pois você está sendo chamada para representar o seu país. Isso é muito importante para quem ama o esporte e a modalidade”, disse Lorena.

A atleta sempre foi amante do esporte. A modalidade entrou em sua vida com a vontade de conhecer algo novo, fora do local de academia, onde praticava musculação. Formada em Psicologia, a canoísta começou a competir em nível nacional no ano de 2014, durante a 2° Copa Brasil de Canoagem Oceânica, conquistando ouro na disputa e desde então, só coleciona medalhas.

“Encontrei na canoagem uma junção de exercício físico com algo mais relaxante, estar diretamente em contato com a natureza. Quando iniciei em competições e obtive bons resultados, comecei a ter a necessidade de estar sempre participando, principalmente quando entrei para o ranking, onde passei a me cobrar para estar continuamente nele”, conta a canoísta.

Para o Mundial, Lorena viaja no próximo domingo (8), onde competirá pela categoria master (40 a 44 anos). “Vou com a intenção de realizar uma linda prova, remar com alegria. A energia de viver um Mundial é totalmente diferente, pois disputamos ao lado dos melhores atletas de diversos países”, complementou.


Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS