Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

CONFIANÇA

Entrevista: 'Deus da Guerra' quer recuperação e nocaute no UFC 240

quinta-feira, 25/07/2019, 10:15 - Atualizado em 25/07/2019, 10:28 - Autor: Bruna Dias


O paraense é uma máquina de nocaute
O paraense é uma máquina de nocaute | Divulgação

No 4º lugar no ranking da categoria peso-mosca, Deiveson Figueiredo, o ‘Daico - Deus da Guerra’, vive a expectativa de mais um combate no UFC. Após queda para o Jussier ‘Formiga’, no seu último confronto pela organização, o marajoara não teve tempo para lamentar. Essa foi a primeira derrota da sua carreira, na ocasião, ele ainda tratava uma lesão no púbis.

Paraense perde invencibilidade de 15 lutas no UFC após derrota para Formiga

'Deus da Guerra' sobe em ranking do UFC e pede desafio

Deiveson golpeia no primeiro combate do UFC  Belém

Ao site Ag Fight, Deiveson revelou que a necessidade financeira enfrentada após o nascimento do filho, o levou ao combate mesmo com lesão. “Eu vim de muitos problemas na minha vida, estava meio desfocado e com uma lesão que não me deixava treinar, no púbis. Então quando fecharam a luta com o Formiga, estava nessa situação de problema pessoal, então eu tive que aceitar a luta porque estava necessitado. Mesmo sem treinar eu vim para a luta, estava sem treinadores, estava complicada a minha vida”, contou ao site.

Em uma nova realidade, o paraense volta ao octógono neste sábado (27), contra o brasileiro Alexandre Pantoja, no UFC 240, no Canadá. O adversário do ‘Deus da Guerra’ está uma posição acima do paraense. Porém, o favoritismo é de Deiveson.

Vale lembrar, que uma vitória, de Pantoja ou do paraense, coloca o lutador mais próximo de disputar o cinturão da categoria.

Para este sábado, a dupla faz o quarto confronto do card preliminar.

Em preparação para a luta, Deiveson Figueiredo bateu um papo com o DOL. Confira:

- Você veio de uma derrota recente, esse é o momento de recuperação. Que mudanças você fez para esse combate?

Foi uma derrota que eu perdi para mim mesmo e também para a lesão que eu estava. Para essa luta de agora, eu estou bem preparado para nocautear ou finalizar. Onde a luta se desenvolver eu tenho condição de acabar com ela.

- É difícil se recuperar após uma derrota? Qual o segredo?

Em nenhum momento me deixei abalar com essa derrota. Todo campeão tem suas derrotas. Isso me ajudou a ter mais garra ainda. Eu estou com muita vontade de vencer e não vou desapontar meus fãs.

- Seu treinamento mudou para esse combate? Quais foram as bases dos treinos?

Trabalhei um pouco de tudo. Melhorei meu boxe, meu muay thai, meu jiu-jitsu. Onde a luta se desenrolar eu to pronto.

- Quais suas expectativas de luta para sábado? Qual a estratégia? Você prevê um nocaute?

Espero nocauteá-lo porque eu amo nocautear alguém. Quero dar um show e ganhar o bônus da noite.

- Você é o 4 do ranking, a vitória de sábado coloca mais uma vez você em destaque o UFC. Quem é o lutador que você sonha em enfrentar na organização?

Queria lutar com o Benavidez pelo cinturão interino. Essa luta já era para ter acontecido, mas eu acabei me machucando. É a luta que eu quero.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS