Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

AVALIAÇÃO TÉCNICA

Sobrou incompetência no Bicola pra fazer gols no Volta Redonda

terça-feira, 23/07/2019, 07:59 - Atualizado em 23/07/2019, 08:00 - Autor: Onildo de Melo Lima


Os jogadores do Paysandu procuraram todos os tipos de desculpas para tentar justificar o empate, sem gols, dentro de casa, diante do Volta Redonda, ontem, no Mangueirão. Mas, o volante Léo Baiano, chegou ao absurdo de reclamar da falta de uma “mãozinha” do árbitro para que a equipe bicolor chegasse ao resultado sonhado pela Fiel. “A arbitragem também não ajuda. Tivemos dois pênaltis e ele não marcou nenhum deles”, acusou o jogador, sem qualquer razão, visto que os lances por ele denunciados não se configuraram em penalidade.

Paysandu empata e permanece fora do G4 na Série C. Veja os lances!

Veja imagens do jogo 

O zagueiro Micael, de forma velada, criticou o comportamento do ataque, que não consegue cumprir com a sua obrigação de mandar a bola pra rede. “Estamos buscando o gol, mas, infelizmente, ele não está saindo”, disse o jogador. Os bicolores deixaram o gramado do Mangueirão sob vaias dos torcedores, que pra uma segunda-feira em pleno mês de julho, compareceu em grande número: 10.076 pagantes. Sendo o segundo maior público do clube na temporada, atrás apenas do jogo contra o Bragantino, pelo Parazão, que teve 13.507 pagantes.

O técnico Hélio dos Anjos, pra quem também sobraram vaias ontem, se queixou das oportunidades de gols desperdiçadas pelo time. “Nos faltou mais uma vez competência para fazer o gol. Não vou abrir mão desse meu raciocínio”, disparou o treinador, para, em seguida, amenizar. “Mas não posso deixar de valorizar a busca incessante ao gol. O que nós fizemos em intensidade foi interessante”, suavizou. “O adversário em momento algum trouxe problema pra nós”, avaliou o treinador.

PANOS QUENTES

O comandante bicolor procurou amenizar a perda de dois pontos preciosos pro seu time. “Gostaríamos muito dos três pontos, mas quero deixar bem claro que estamos na disputa, estamos dentro do campeonato”, disse. “Infelizmente a bola não entrou”, lamentou Hélio, que, antes do confronto com o Voltaço, apontava as duas partidas seguidas em casa - a outra será contra o Boa Esporte-MG, na segunda-feira (29) - como decisivos para a passagem do Papão à segunda fase da Série C. Com o empate de ontem, essas chances devem ter diminuído na cabeça do técnico.

14ª RODADA

- O Paysandu agora volta suas atenções para o próximo compromisso na Série C do Campeonato Brasileiro. O jogo está marcado para a próxima segunda-feira (29), contra o Boa Esporte-MG, também no Mangueirão.

- O Boa Esporte vem de uma vitória por 2 a 0 sobre o Juventude-RS, no sábado (20), em partida disputada em Varginha (MG), e ocupa a 7ª posição no Grupo B.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS