Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

MUDANÇAS

Yuri avalia que o Remo precisa voltar a jogar como no início da Série C 

quinta-feira, 18/07/2019, 08:31 - Atualizado em 18/07/2019, 08:32 - Autor: Matheus Miranda de Oliveira


Time já tem pela frente o Ypiranga-RS nesta sexta-feira, 19
Time já tem pela frente o Ypiranga-RS nesta sexta-feira, 19 | Wagner Santana

Que o futebol é momento não há dúvida, especialmente quando a competição possui uma fase classificatória, como é o caso da Série C do Campeonato Brasileiro, o que permite mudanças na tabela de uma rodada para a outra. Clube do Remo e Ypiranga-RS, por exemplo, que se enfrentam amanhã à noite, pela 13ª rodada do certame, no Colosso da Lagoa, em Erechim (RS), vivem contrastes na tabela, tanto agora quanto às vésperas do embate ainda pelo primeiro turno entre as equipes. 

Na ocasião do primeiro turno, embalado pelos resultados como visitante, os azulinos eram favoritos diante dos gaúchos, mas acabaram parando na barreira rival ao ficar no empate em 0 a 0, em Belém. Hoje, a situação inverteu: invictos no returno e com direito a uma “pisa” no atual líder por 4 a 1, o que iniciou a reviravolta na competição, o Canário leva vantagem sobre o Leão pelo momento instável dos paraenses no campeonato. Mas o Remo espera devolver a visita incômoda ao partir em busca da vitória. Para isso, precisa, de acordo com os jogadores, alterar não somente a sua escalação, mas como a sua presença em campo.

RESPONSABILIDADE

Para o volante Yuri, um dos líderes do elenco em campo, a fase ruim precisa ser assimilada por todos. “Pode mudar jogador, função tática, mas o que a gente precisa é aquele perfil que a gente tinha. O professor Márcio (Fernandes) tem feito um excelente trabalho e nós jogadores não podemos deixar a responsabilidade só pra ele. Temos que ter a nossa responsabilidade nesse momento, cada um tem que ter a responsabilidade de vestir a camisa do Remo. Temos que voltar a ter aquela atitude vencedora, porque só ela vai nos classificar”, ponderou.

Contra o Ypiranga, em caso de vitória, o Remo recupera a confiança e se mantém no G4, enquanto uma derrota pode comprometer ainda mais o emocional do elenco, com a iminente saída da zona de acesso, já que o adversário é um concorrente direto por uma vaga. “A gente tem que competir mais que eles, a gente precisa ter uma atitude melhor e com certeza não vamos deixar passar essa contra o Ypiranga. Mas é cada um assumir a sua responsabilidade no elenco”, completa Yuri.

Ainda de acordo com Yuri, pela forma de jogo do oponente, que busca o contra-ataque, é necessário aquele algo a mais. “É fazer uma autoanálise do que pode fazer mais pelo companheiro, pelo clube, pelo treinador, pelo torcedor. Aqui é um clube gigante e que se você não jogar com a alma, com o coração, você não consegue nada”, pontuou.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS