Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

ATAQUE EM FOCO

Papão aproveita para intensificar rotina de treinos com foco nas finalizações

quarta-feira, 17/07/2019, 08:02 - Atualizado em 17/07/2019, 08:10 - Autor: Onildo de Melo Lima


Baixo rendimento do ataque tem sido motivo de preocupação na Curuzu
Baixo rendimento do ataque tem sido motivo de preocupação na Curuzu | Jorge Luiz/PSC

O técnico Hélio dos Anjos, não sem razão, comemora o longo tempo que tem para preparar o Paysandu para o primeiro dos dois jogos que o time fará em Belém, contra o Volta Redonda-RJ, segunda-feira (22), no Mangueirão, pela 13ª rodada da Série C do Brasileiro. Depois da folga que concedeu ao elenco, na segunda-feira passada, um dia após a equipe retornar de Caxias do Sul (RS), o treinador iniciou, ontem pela manhã, na Curuzu, a programação de trabalho para encarar o adversário carioca. Ainda no interior do Rio Grande do Sul, o comandante do Papão expôs o seu contentamento com o vasto período de treinamento.

Veja a galeria do treino

“A gente tem a semana para preparar a equipe de acordo com o adversário, de acordo com as nossas características”, salientou Hélio. “Isso é muito bom”, prosseguiu o técnico bicolor.

Por outro lado, Hélio deixou evidente o seu descontentamento com o baixo aproveitamento do setor de ataque do Papão, que tem tido chances de gol aos montes, mas aproveitado muito pouco essas oportunidades. “Espero que minha equipe crie a frieza de matar”, declarou o técnico, que já vem conversando e cobrando de seus atletas um melhor aproveitamento no quesito.

Mas, apesar da insatisfação com a quantidade de gols perdidos, que só no jogo contra o Juventude-RS, no último sábado, chegou a cinco, Hélio vê evolução do Paysandu dentro da competição. “Nós não estávamos nem criando. Nossa equipe só estava ajustada mesmo no setor de defesa”, apontou, fazendo referência ao fato do Papão ter a melhor defesa da Série C entre os 20 clubes participantes, com apenas 6 gols sofridos em 12 jogos.

AJUSTES

Se a “cozinha” da equipe está bem arrumada, na “sala” os ajustes ainda precisam ser feitos e Hélio sabe bem disso, visto que a equipe tem um dos piores aproveitamentos da competição, com apenas sete gols, mesma marca do lanterna do Grupo B, o Atlético-AC.

O treinador confia, no entanto, que não tardará para que o compartimento se ajuste. “Tem de ter paciência. Estou velho no futebol. Daqui a pouco os meninos acertam”, disse, otimista, o treinador.

Até o momento, só Uchôa é baixa

O volante Anderson Uchôa é o único desfalque confirmado até aqui, no Paysandu, para o jogo de segunda-feira (22), contra o Volta Redonda-RJ, no Mangueirão. O meio-campista recebeu o seu terceiro cartão amarelo na partida diante do Juventude-RS e, desta maneira, terá de cumprir suspensão automática. A ausência do atleta coincide com o retorno dos meias Leandro Lima e Tiago Luis aos treinos normais do clube, após passagem pelo Departamento de Saúde do clube.

A escalação do lateral-esquerdo Diego Matos, por outro lado, ainda é uma incógnita, visto que o jogador apesar de ter dado voltas, ontem, em torno do gramado da Curuzu, segue sob observação médica. O defensor sentiu o joelho direito durante um dos treinos do elenco.

Ontem, após a segunda-feira de folga, o elenco voltou aos treinos, dando início aos preparativos para encarar o Voltaço. Como o time fará dois jogos seguidos em Belém - o seguinte será na segunda-feira (29), contra o Boa Esporte-MG -, o desejo do técnico Hélio dos Anjos e de seus comandados é só um: faturar os seis pontos, o que segundo o treinador, “deixará o time bem encaminhado para assegurar uma das vagas” na fase seguinte da Série C do Brasileiro, a segunda do campeonato.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS