Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

SUMIU

Pimentinha ainda não deu as caras na Curuzu 

terça-feira, 09/07/2019, 07:51 - Atualizado em 09/07/2019, 13:53 - Autor: Onildo de Melo Lima


O destino do atacante é especulado: Maranhão, São Paulo... Façam suas apostas!
O destino do atacante é especulado: Maranhão, São Paulo... Façam suas apostas! | Jorge Luiz/PSC

Na volta do Paysandu aos treinamentos, ontem, o atacante Pimentinha não deu as caras no estádio da Curuzu, deixando ainda mais clara a sua saída do clube. O atleta, para uns, estaria em São Luis, no Maranhão, seu estado de origem; para outros, em Ribeirão Preto, São Paulo, tratando de um acordo para se desvincular do Botafogo-SP. O clube paulista é detentor dos direitos do atleta.

Ontem, o presidente bicolor Ricardo Gluck Paul, que foi procurado insistentemente no último final de semana pela reportagem do DIÁRIO, sem que tivesse dado retorno, quebrou o silêncio e falou sobre o assunto.

Gluck Paul, no entanto, evitou se aprofundar sobre a questão, segundo ele, para que a atuação do Departamento Jurídico do clube não seja prejudicada. “Só vou comentar quando estiver solucionado”, disse. “Existe o problema, mas muita coisa está sendo divulgada de forma errada”, afirmou. O irônico é que as informações que seriam, segundo o dirigente, equivocadas, acontecem justamente por falta de um esclarecimento por parte da diretoria do Papão, que agindo em silêncio acaba abrindo brechas para as especulações sobre a saída do atleta.

“Não vou comentar para não atrapalhar a solução do problema. Então vamos deixar correr a semana”, argumentou o presidente. O dirigente criticou a atitude do atacante, que às vésperas do jogo contra o Tombense-MG, decidiu não acompanhar a delegação, mesmo tendo sido relacionado pelo técnico Hélio dos Anjos. “Se tem uma coisa que não tolero é desvio de caráter”, disparou o presidente.

“Infelizmente não posso passar todas as informações ainda por uma questão estratégia”, alegou. “Se eu entregar muita coisa agora posso prejudicar a própria defesa do Paysandu”, completou o cartola bicolor.

Ricardo Gluck Paul também admitiu que o Paysandu tem outras questões a tratar com jogadores que passaram pela Curuzu. É o caso, por exemplo, de Nando Carandina, que acabou de entrar com ação contra o clube, e Bruno Veiga. Sobre este último jogador, o Papão não estaria honrando o acordo financeiro que fez com o atleta, o que, segundo especulações, poderá causar um acordo para que o atacante retorne ao clube.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS