Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Pará

MERCADO DA BOLA

Hélio dos Anjos já pensa em pedir contratações para o Paysandu

segunda-feira, 03/06/2019, 08:06 - Atualizado em 03/06/2019, 08:06 - Autor: Onildo de Melo Lima


Bastaram dois curtos treinamentos – apenas 30 minutos, segundo ele – e um empate em casa para o técnico Hélio dos Anjos mudar o discurso e já começar a pensar na possibilidade de pedir a contratação de jogadores à diretoria. O treinador, que desembarcou em Belém, na última sexta-feira, voltou a afirmar não ser “treinador de chegar num clube e só exigir mudança no elenco”, mas admitiu que poderá recomendar a volta da diretoria do clube à aquisição de novas peças para o elenco do clube.

“Eu acho que vale a pena a gente dar uma saidinha no mercado e ver o que podemos fazer”, disse o técnico. “Mas não tem caça às bruxas”, prosseguiu Hélio. O comandante bicolor declarou que até agora não falou em liberação de jogadores e que caso isso venha a acontecer, motivada por novas aquisições, será uma decisão tomada “muito internamente e muito bem estudada”, afirmou. Sobre a atuação de sua nova equipe, Hélio afirmou não ter gostado de alguns aspectos.

“A mobilidade da equipe, ofensivamente, no primeiro tempo deixou a desejar. Ela só melhorou, só aconteceu do jeito que eu gosto no momento em que o Vinícius (Leite) entrou”, criticou. As falhas mostradas pela equipe e que teriam levado ao empate em casa, segundo o comandante do Papão já foram passadas, superficialmente, aos jogadores envolvidos na partida de ontem. “Já detectei algumas coisas que eu já falei pra eles e que realmente vão melhorar”, disse.

Haja trabalho para melhorar a situação

O lateral-esquerdo Bruno Collaço, em princípio, tentou amenizar o empate diante do São José, mas, logo em seguida, acabou se rendendo ao óbvio, reconhecendo que o Paysandu vacilou mais uma vez jogando em casa, como já havia feito na derrota frente ao Juventude-RS. Com o resultado de ontem, o Papão passou a somar cinco pontos desperdiçados na condição de mandante na Série C. “É mais um ponto que nós somamos”, amenizou o jogador.

Logo depois de exaltar o resultado, Collaço reconheceu que o Papão pecou em grande parte do jogo, principalmente por deixar de aproveitar a vantagem de 1 a 0 que teve no placar para aumentar no marcador. “É falha nossa e temos de assumir. É trabalhar, trabalhar para não acontecer novamente”, declarou o defensor. O jogador analisou a atuação bicolor de duas maneiras distintas nos 90 minutos da partida. “No primeiro tempo tivemos um grande volume, chegando bastante na área adversária. No segundo não conseguimos manter o ritmo e acabamos tomando o gol”, avaliou.

O zagueiro Victor Oliveira procurou ser o mais breve possível na saída de campo. “Sofremos um gol de fora da área, um gol que não queríamos”, disse. O atacante Paulo Rangel, autor do gol inicial da partida, reconheceu que a sequência de seis jogos do time sem vitória já está mexendo com o elenco. “Isso deixa a gente intrigado e chateado”, confessou. “Todos no vestiário estão bastante chateados”, contou. O jogador, assim como Collaço, recomendou muito trabalho pra mudar a situação. “Não tem outro jeito. Não adianta ficar se lamentando”, observou.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS