Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Brasil

Esporte Brasil

Remo só depende de si para sair da zona de rebaixamento

domingo, 29/07/2018, 07:06 - Atualizado em 29/07/2018, 08:11 - Autor:


A vitória do Clube do Remo na semana passada, sobre o Confiança, desencadeou diversos fatores positivos para a equipe, na luta contra o rebaixamento: segurança, foco da comissão técnica e, talvez o principal, que é o otimismo por parte da torcida em repassar apoio ao time, nessa caminhada final azulina pela Série C. No entanto, às 19h de hoje, no estádio Mangueirão, em Belém, as energias positivas do Fenômeno Azul serão colocadas a prova em nova batalha, dessa vez, diante do ABC-RN, uma das equipes de melhor campanha do certame. 


Por isso, como no trecho do hino do Remo, “em cada um de nós mora a esperança”. Sendo assim, os torcedores enviaram recados motivacionais para que o grupo conquiste novo triunfo e encontre a saída da zona de rebaixamento.


O trecho do hino, aliás, embora escrito na década de 1940, nunca foi tão preciso como nos dias de hoje. Pelo momento delicado na tabela, como informou os jogadores, todo incentivo é bem-vindo e, dispostos em ser o camisa 12 nessa noite, antes mesmo de soltarem o grito na arquibancada, alguns torcedores mandaram incentivos para o plantel. “Por mais que pareça impossível, não desistam, por mais que a bola não entre, não desistam. Tem uma nação azul-marinho que carrega o clube e que nunca irá abandonar, porque o nosso coração sempre tem esperança. Joguem por nós, joguem por suas famílias, porque vocês têm o nosso apoio”, disse o torcedor Wellisson Monteiro da Cruz, bacharel em educação física.


A também torcedora Isabelle Cunha, publicitária, aproveitou para lembrar os momentos de superação vividos pelo próprio plantel nessa temporada, como fonte de garra. “A desconfiança pode ser grande, mas eles precisam saber que estamos juntos com eles. Foi assim no Estadual, quando fomos campeões, depois de um começo ruim. Vamos apoiar até o fim, e que eles façam o mesmo em campo”, destacou.


GARRA E CORAÇÃO 


Além do incentivo comum para a partida de hoje, alguns detalhes para o desenvolvimento produtivo ao longo dos 90 minutos da partida não podem faltar. E foi o que recomendou o torcedor Wellington Barata. “Não é apenas o meu time, mas o de milhares. Por isso, eu desejo toda a sorte do mundo para que eles façam, daqui em diante, a partida de suas vidas. Que não falte garra, coração, entrega, empenho e dedicação, porque, com isso, a vitória virá. Azulino não joga a toalha, e vamos acreditar até o fim”, comentou.


Assim como os torcedores, os jogadores da equipe também mantêm vivo o fogo da esperança. É o caso do goleiro Vinícius, um dos símbolos de pujança da equipe. “É uma final. Temos que fazer o nosso dever de casa, porque as coisas só dependem de nós. Fazer uma bela partida, conquistar os três pontos para sair dessa situação e, quem sabe, mirar em algo ainda maior nessa competição”, planeja o arqueiro.


ABC quer repetir resultado do primeiro encontro


Embalado por duas vitórias seguidas, o ABC-RN, que enfrentará o Remo nessa noite, fora de casa, pretende repetir o resultado do primeiro turno em cima dos azulinos, quando saiu vitorioso em seus domínios, para ratificar a sua classificação à segunda fase da Série C do Brasileirão. Sem nenhuma baixa, o time que entrará em campo deverá ser o mesmo que conquistou os dois triunfos recentes.


Além disso, o técnico Ranielle Ribeiro terá dois velhos conhecidos do Leão à disposição: são eles os atacantes Leandrão e Leandro Cearense. No entanto, para o duelo, o comandante contará em especial com a participação de Higor Leite e Luan, o motorzinho e o artilheiro do time, respectivamente, como ponto de desequilíbrio em campo. 


“Não podemos nos enganar pela situação do adversário, mas podemos, sim, aproveitar o momento de pressão deles para estabelecer o nosso jogo e buscar a vitória”, destacou o treinador.




(Matheus Miranda/Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS