Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$
RACISMO

Jogador do Santos é chamado de 'crioulinho' por narrador de rádio

A ofensa pode ser enquadrada como crime de injúria racial

quinta-feira, 04/02/2021, 09:25 - Atualizado em 04/02/2021, 11:50 - Autor: FOLHAPRESS


Haroldo conversava com o repórter de campo quando perguntou: "Aquele crioulinho que está lá na ponta esquerda do time do Santos, quem é ele?"
Haroldo conversava com o repórter de campo quando perguntou: "Aquele crioulinho que está lá na ponta esquerda do time do Santos, quem é ele?" | Reprodução

O narrador Haroldo de Souza, 76, da Rádio Grenal, usou o termo "crioulinho" para se referir ao atacante Lucas Braga, do Santos, durante o empate do time paulista com o Grêmio, nesta quarta-feira (3), por 3 a 3, em Porto Alegre, pelo Campeonato Brasileiro.

A ofensa pode ser enquadrada como crime de injúria racial.

Durante a partida, Haroldo conversava com o repórter de campo quando perguntou: "Aquele crioulinho que está lá na ponta esquerda do time do Santos, quem é ele?"

Ao ser informado de que se tratava de Lucas Braga, o narrador, então, disse: "Ah, o Lucas Braga que está caído lá. É o moreno, né? Moreno, cidadão de cor, numa boa."

Em nota, o Santos disse que tomará medidas cabíveis contra o profissional. "Esperamos uma reação efetiva do veículo de comunicação empregador desse senhor e da própria comunidade que compõe a audiência de tal rádio", diz trecho do comunicado santista.

Remo vence e larga na frente rumo à classificação. Veja os gols!

O empresário do jogador, Miguel Calluf, disse que o atleta quase chorou ao relatar a ele por telefone o que havia acontecido. "Senti a voz dele embargada. E ele, na humildade dele, mandou deixar para lá. E eu nem soube o que falar para ele. Essa conotação que o indivíduo usou é totalmente racista", disse o agente ao UOL.

Por meio de nota, a empresa que cuida da carreira do atacante também repudiou o ocorrido. "Nos sentimos enojados de ter de responder a uma situação como essa, inexplicável em todos os sentidos. Acreditamos ser um extremo absurdo a forma com a qual o locutor Haroldo de Souza se referiu ao atleta, proferindo pronomes racistas e o fazendo com naturalidade."

A ACEG (Associação Dos Cronistas Esportivos Gaúchos) condenou o episódio e disse que "o racismo não tem lugar na sociedade e cabe, também, à imprensa combatê-lo" e pediu "desculpas ao jogador, ao clube e à sociedade em nome dos cronistas esportivos do Rio Grande do Sul."

A rádio Grenal se pronunciou sobre o caso e divulgou uma nota. 

Em julho de 2020, a Rádio Energia 97FM demitiu o comentarista Fábio Benedetti, conhecido como Chef Benedetti, após uma fala racista dele contra o atacante Marinho, do Santos, durante jogo contra a Ponte Preta, pelas quartas de final do Paulista.

Na ocasião, o comentarista foi questionado sobre o que falaria para Marinho após ele ter sido expulso na partida que eliminou o Santos. "Eu vou falar assim: 'Você é burro, você está na senzala, você vai sair do grupo uma semana para pensar sobre o que você fez'", afirmou Benedetti.

Paysandu não renova com 3 jogadores; goleiro e zagueiro se garantiram

Veja a íntegra da nota do Santos

O Santos FC não vem por meio desta apenas lamentar ou repudiar os termos racistas utilizados pelo narrador Haroldo de Souza, da Rádio Grenal.

Não cabem mais lamentos ou notas de repúdio sobre racismo em pleno 2021. Cabe ação e mobilização.

O Clube, através de seu Departamento Jurídico, tomará medidas cabíveis, da mesma maneira esperamos uma reação efetiva do veículo de comunicação empregador desse senhor e da própria comunidade que compõem a audiência de tal rádio.

É no silêncio, na omissão, na relativização frente ao preconceito que o racismo cresce silenciosamente e se estabelece de forma estrutural em nossa sociedade.

Basta de tolerância com racismo! Basta!

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS