Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Brasil

PASSARAM O PANO?

Brusque denuncia racismo contra seu atleta, mas diz que foi apenas "caso isolado"

O clube catarinense minimizou o ataque que teria sido sofrido pelo seu próprio atleta...

domingo, 03/01/2021, 12:59 - Atualizado em 03/01/2021, 12:57 - Autor: Diario Online


| Reprodução / Facebook

A quarta rodada do Campeonato Brasileiro da Série C começou no último sábado (2), com uma denúncia de racismo envolvendo um jogador do Brusque-SC.

O atleta Jefferson Renan teria sido chamado de ‘macaco’ por um dirigente do Vila Nova-GO durante o jogo entre os dois times, em Goiânia.

A denúncia veio após um post do clube catarinense no Twitter que, curiosamente, afirmou que a situação era apenas um "caso isolado", minimizando o ocorrido:

A ação, no mínimo irresponsável, do próprio clube, despertou a ira de alguns torcedores, já que se sabe que uma prática racista nunca é um caso isolado e o Brasil possui desde sua invasão pelos europeus nos séculos XV e XVI, uma série de práticas discriminatórias.

Como resposta ao post, vieram comentários como: "Caso isolado só pq o Busque é patrocinado pelo bolsonarista da Havan" (sic), afirmou um internauta. "Caso isolado é a P**, vergonha Brusque pensei que ia repudiar a titude do dirigente do Vila, prova que o careca da Havan que é apoiador do genocida bolsolixo manda nessa porcaria de timinho." (sic), disse outro. "Caso isolado o kct! Isso acontece todos os dias, tem que ir a fundo, correr pelos direitos" (sic) foi outro comentário, demonstrando a revolta dos torcedores.

Dentro de campo, o time catarinense quebrou uma invencibilidade de dez jogos e venceu o Vila por 3 a 0 assumindo a liderança do grupo C, com seis pontos ganhos.

Após a partida, o Vila Nova divulgou uma nota oficial em que o "o próprio atleta, ao ser consultado pela Polícia Militar, negou o ocorrido e não confirmou a acusação. Vale ressaltar que a denunciante não apresentou prova e a situação está sendo apurada pelas autoridades. Cumpre frisar que ninguém ao redor aduziu ter ouvido qualquer ofensa proferida"

A nota afirma ainda que "O Vila Nova Futebol Clube repudia todos os tipos de atos preconceituosos em qualquer forma de manifestação. O clube reafirma frequentemente, com ações práticas, o combate ao racismo, como no seu terceiro uniforme “Manto Do Povo” estampado com a frase Vidas Negras Importam, reforçando seu histórico de luta popular, inclusão social e respeito.

A instituição se coloca à disposição para esclarecimentos e acompanhará de perto as apurações do caso."

Veja:


Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS