Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
23°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Brasil

VINGANÇA E FESTA

Senna conquistava bicampeonato da F1 há 30 anos

Brasileiro conquistou título com sabor da vingança em cima de desafetos da F1

quarta-feira, 21/10/2020, 15:26 - Atualizado em 21/10/2020, 16:19 - Autor: Diego Beckman


Batida teve um misto de vingança e alegria para quem assistia aquela prova
Batida teve um misto de vingança e alegria para quem assistia aquela prova | Divulgação / FIA

No ano em que a Fórmula 1 completa 70 anos, uma das brigas mais polêmicas pelo título da categoria completa 30 anos nesta quarta-feira (21), onde na primeira curva, o Mundial de Pilotos teve seu título encerrado.

No GP do Japão de 1990, Ayrton Senna e Alain Prost decidiram o título com vantagem para o brasileiro, mas por obra do então presidente da FIA, Jean Marie Balestre, Senna largou no lado sujo da pista e confessou a batida proposital ao seu companheiro de equipe, Gerard Berger.

Na largada, o francês saiu na frente e o brasileiro não freou na entrada da curva 1: os dois bateram a quase 300 km/h e o campeonato foi encerrado a favor de Senna, que conquistava o bicampeonato com um prato de vingança após o ano anterior.

 

Em 1989, Prost foi campeão beneficiado pela ajuda de Balestre, que desclassificou Senna por cortar a chicane após bater com o piloto, quando os dois decidiam o título da temporada. Prost abandonou a prova e Senna venceu a prova após ultrapassar Alessandro Nannini, que venceu a prova graças a manobra do cartola.

 

A prova teve ainda um sabor especial para brasileiros e também para os japoneses: Nelson Piquet venceu a prova com Roberto Pupo Moreno em segundo, em uma rara dobradinha da Benneton e fechando o pódio, Aguri Suzuki ficou em terceiro lugar, com a equipe Lola.

Atualmente, Suzuka recebe as provas da F1 no Japão e o local também é boas recordações para os brasileiros, pois o circuito foi palco de quatro dos oito títulos do país na F1.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS