Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Brasil

SÉRIE A

Flamengo embala no segundo tempo e vence o Athletico-PR

Carioca fez 3 gols em cima do Athletico-PR e só levou um, garantindo nova vitória no Brasileirão

domingo, 04/10/2020, 19:04 - Atualizado em 04/10/2020, 19:06 - Autor: FOLHAPRESS


Bruno Henrique foi o autor de um dos gols da vitória.
Bruno Henrique foi o autor de um dos gols da vitória. | Reprodução/Instagram

Em uma partida de tempos distintos, o Flamengo foi superior na etapa final e bateu o Athletico-PR, neste domingo (4), por 3 a 1, com gols de Pedro, Bruno Henrique e Everton Ribeiro (Renato Kayzer diminuiu). O time paranaense foi mais organizado nos 45 minutos iniciais no Maracanã, mas não converteu suas chances.

Embalado após a entrada de Everton Ribeiro, que iniciou a partida no banco, o Flamengo encontrou seu melhor jogo, cresceu e bateu o rival com dois gols quase em sequência, aos 10 e aos 13min do segundo tempo. Quando os atleticanos ensaiavam uma pressão, o capitão marcou o terceiro e deu números finais ao confronto.

Na próxima rodada, o Flamengo recebe o Sport, nesta quarta (7), às 19h15, no Maracanã. Já o Athletico encara na quinta (8) o Ceará, às 19h, na Arena da Baixada.

Assim como vem ocorrendo nos últimos jogos, Arrascaeta voltou a ser destaque do Flamengo. Com lucidez e deslocamentos por todos os lados, o meia foi protagonista dos principais lances ofensivos do Fla e foi o jogador mais participativo dentre os homens de frente. O uruguaio foi ajudado por Everton Ribeiro, que entrou após o intervalo, deixou sua marca e foi decisivo para a melhoria do rendimento do time.

Com alguns nomes importantes que voltaram após a quarentena, o Flamengo iniciou o jogo com algumas dificuldades no Maracanã. Em apuros para construir, o Fla errou muitos passes e viu o adversário levar muito perigo. Bastou a entrada de Everton Ribeiro na vaga de Vitinho para tudo mudar. O camisa 7 entrou no intervalo, injetou sangue novo no time e o Fla não deu mais chances aos paranaenses, que assustaram ao diminuir o placar, mas não foram mais páreo para os cariocas.

Ainda que com muitas mexidas, o Athletico encarou o Flamengo sem medo no Maracanã. O Furacão adiantou suas linhas, colocou o Fla em apuros e teve chances reais para marcar. Os paranaenses jogaram de forma muito organizada e foram superiores no primeiro tempo, embora tenha levado alguns sustos com contra-ataques gerados por espaços deixados. Após as mexidas do rival, especialmente a entrada de Everton Ribeiro, os visitantes ficaram acuados e não conseguiram mais assustar tanto. Sempre que acionado, Santos se fez presente e fez defesas importantes.

O JOGO

Aos 22min do primeiro tempo, Noga derrubou Carlos Eduardo na área e o juiz marcou pênalti. Na revisão no VAR, o juiz Rodrigo Dalonso Ferreira voltou atrás e marcou falta fora da área.

O primeiro gol saiu aos 10 do segundo tempo. Pedro dominou, brigou com a defesa e chutou para marcar. Aos 12, Bruno Henrique chutou, Léo Gomes cortou com a mão e o juiz marcou pênalti. Na cobrança, Bruno Henrique aumentou.

Aos 21min, Kayzer mergulhou de cabeça e diminuiu após cobrança de falta, dando esperança aos paranaenses. Mas, aos 31min, Everton Ribeiro chutou, a bola desviou na zaga e entrou, decretando o placar final.

FLAMENGO

Hugo; Isla, Natan, Noga, Filipe Luís (Ramon); Willian Arão, Gerson, Arrascaeta (Diego); Bruno Henrique (Michael), Pedro (Lincoln), Vitinho (Everton Ribeiro). T.: Jordi Gris

ATHLETICO-PR

Santos; Léo Gomes (Wellington), Zé Ivaldo, Aguilar, Abner; Jaime Alvarado (Erick), Richard (Christian), Lucho González (Ravanelli), Jorginho (Walter); Carlos Eduardo, Renato Kayzer. T.: Eduardo Barros

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Juiz: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)

Cartões amarelos: Noga, Filipe Luís, Bruno Henrique (Flamengo); Erick, Richard, Wellington, Christian (Athletico-PR)

Gols: Pedro, aos 10min, Bruno Henrique, aos 13min, e Everton Ribeiro, aos 31min do segundo tempo (Flamengo); Renato Kayzer, aos 21min do segundo tempo (Athletico-PR)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS