Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
31°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Brasil

BRASILEIRO

Gabigol sai do banco, marca no fim e dá vitória ao Flamengo

Mas o jogador deixou o gramado irritado após o jogo.

sábado, 05/09/2020, 21:51 - Atualizado em 05/09/2020, 21:55 - Autor: FOLHAPRESS


| AlexandreVidal1 / CRF

O Flamengo venceu neste sábado (5) o Fortaleza por 2 a 1, conquistou a terceira vitória consecutiva e entrou na briga no primeiro pelotão do Campeonato Brasileiro. O time de Domènec Torrent chegou ao triunfo com gols de Everton Ribeiro e Gabigol, que começou no banco e balançou a rede nos minutos finais, evitando o empate. Juninho, de pênalti, fez o do time do Ceará.

Com o resultado, o Flamengo foi a 14 pontos e vai dormir na vice-liderança da competição. São Paulo, Atlético-MG, Vasco e Fluminense, que podem ultrapassá-lo, entram em campo neste domingo (6). Na próxima rodada, o Flamengo encara o Fluminense, no Maracanã, enquanto o Fortaleza recebe o Sport.

O Flamengo buscou ditar o ritmo da partida desde o começo e, na maior parte do jogo, conseguiu ser presente no campo de ataque. No segundo tempo, porém, teve dificuldades para furar o bloqueio adversário. A equipe da Gávea ainda teve algumas deficiências no setor defensivo, com espaços que conseguiram ser explorados pelo Fortaleza.


Depois de um começo meio "atordoado", o Fortaleza conseguiu se encaixar e equilibrar as ações, tendo boas chances de balançar a rede. Apostando nos contra-ataques, esteve mais recuado, mas tentando aplicar uma marcação mais em cima.

O técnico Domènec Torrent promoveu mudanças no time titular, e o Flamengo começou com Gustavo Henrique na zaga, Filipe Luis na ala esquerda, Gerson no meio, e um ataque formado por Michael e Pedro. Recuperado de uma entorse no tornozelo esquerdo, Gabigol iniciou como opção no banco.

O time rubro-negro buscou empurrar o Fortaleza para o campo de defesa logo após o apito inicial, e a pressão inicial deu certo. Logo aos cinco minutos, Everton Ribeiro marcou um golaço. Pedro chutou, Felipe Alves deu rebote e o camisa 7 deu um lençol no arqueiro antes de tocar para o fundo da rede, de cabeça.

Pressionado, o Fortaleza passou a apostar nas saídas em velocidade, principalmente com Osvaldo. E logo na primeira tentativa, o camisa 11 invadiu a área e foi derrubado por Isla. O pênalti foi convertido por Juninho.

Após o empate, o Fortaleza cresceu no jogo e, em certos momentos, chegou a estar melhor. Em uma das oportunidades criadas, Osvaldo carimbou o travessão. Gabriel Batista também foi obrigado a fazer boa defesa. Aos poucos, o Flamengo retomou a iniciativa do duelo e deu trabalho a Felipe Alves.

O Flamengo voltou para o segundo tempo com Gabigol na vaga de Pedro, enquanto o atacante Romarinho substituiu o meia Marlon no Fortaleza,. O retorno para a segunda etapa, porém, não foi com a mesma velocidade e não teve lances perigosos como o começo da partida.

Os comandados de Doménec Torrent conseguiam ter maior presença no campo de ataque, mas a posse de bola não foi convertida em oportunidades claras. Com uma defesa bem postada, o Fortaleza dificultava os avanços do adversário.

Dome mudou um pouco a cara do time quando tirou Michael e colocou Lincoln, que atuou ao lado de Gabigol, escalando dois centroavantes. Logo no primeiro lance, houve boa troca de passes até Gabigol, na área, mas a arbitragem apontou impedimento.

O atacante Pedro Rocha entrou aos 32 minutos do segundo tempo, na vaga de Arrascaeta. Porém, quatro minutos depois, após um passe, caiu sozinho no gramado acusando um incômodo muscular. O Flamengo já havia feito as cinco alterações possíveis.

Quando a partida caminhava para terminar empatada, Gabigol recebeu e mostrou a estrela que a torcida já conhece. Bateu no canto do goleiro Felipe Alves, fez o segundo do Flamengo e garantiu o triunfo, o terceiro consecutivo no Brasileiro.

Antes de a bola rolar, o atacante Vitinho foi homenageado por ter chegado a cem jogos com a camisa rubro-negra. Ele alcançou a marca no clássico com o Botafogo, clube que o revelou, e recebeu uma camisa com o número 100 às costas das mãos do presidente Rodolfo Landim, do vice-presidente de futebol Marcos Braz, e do diretor executivo de futebol Bruno Spindel.

 

FLAMENGO

Diego Alves, Isla (Matheuzinho), Rodrigo Caio, Gustavo Henrique e Filipe Luis, Arão, Gerson (Diego), Arrascaeta (Pedro Rocha) e Everton Ribeiro; Michael (Lincoln) e Pedro (Gabigol). T.: Domènec Torrent

 

FORTALEZA

Felipe Alves; Gabriel Dias, Quintero, Paulão e Carlinhos; Juninho, Ronald (Felipe) e Marlon (Romarinho); e David (Mariano Vázquez), Ederson (Wellington Paulista) e Osvaldo (Fragapane). T.: Rogério Ceni

 

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)

VAR: Jose Claudio Rocha Filho (SP)

Cartões amarelos: Everton Ribeiro (FLA); Carlinhos (FOR)

Gols: Everton Ribeiro aos 5min do primeiro tempo, e Gabigol aos 41min do segundo tempo; Juninho aos 13min do primeiro tempo.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS