Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Brasil

DIREITO

Emissora responde solicitação do Corinthians sobre jogos noturnos

quarta-feira, 13/05/2020, 17:00 - Atualizado em 13/05/2020, 16:00 - Autor: FOLHAPRESS


O Corinthians solicitou à FPF (Federação Paulista de Futebol), à CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e à Rede Globo que a equipe não jogue mais aos domingos nem em horários noturnos.

Na última semana, o volante Maicon, ex-São Paulo, ganhou na Justiça uma ação contra o clube do Morumbi alegando a falta de pagamentos de adicional noturno e de domingos trabalhados. O jogador defendeu a equipe tricolor de 2012 a 2015.

Com a mesma justificativa, o ex-zagueiro Paulo André também processou o Corinthians, mas acabou retirando a ação e entrou em acordo com o clube do Parque São Jorge.

A medida de pedir às entidades que organizam os campeonatos e à Globo o fim das partidas à noite e aos domingos é liderada pelo presidente Andrés Sanchez, que teme a abertura de novos processos por parte dos atletas.

"Você joga no domingo à tarde e é obrigado a ter 24 horas de descanso, mas você tem jogo na quarta-feira seguinte. Aí na segunda você precisa fazer o (treino) regenerativo, e o jogador vai na Justiça reclamar", disse Andrés a Walter Casagrande, comentarista da Globo, durante uma conversa ao vivo no Instagram na última terça-feira (12).

Em nota, a emissora afirmou que os jogos, cujos horários são definidos por ela de acordo com a grade de programação, "são uma tradição de décadas" no futebol brasileiro e disputados "em horários atrativos para seus fãs".

Confira a íntegra da nota da Globo:

"Os jogos aos domingos e em horários noturnos são uma tradição de décadas e se consolidaram como parte da rotina dos torcedores. Essa não é uma característica específica do futebol brasileiro, acontece com o esporte no mundo todo, que, como produto de entretenimento, é disputado em horários atrativos para seus fãs. Clubes, Federações e CBF, como protagonistas e organizadores das competições nacionais, devem zelar para que elas ocorram em ambiente de segurança para os jogadores, estrelas do espetáculo. Às autoridades cabe considerar as peculiaridades dessa atividade profissional, inclusive dias e horário em que tradicionalmente é desempenhada, a fim de que se fortaleça e possa continuar a oferecer opção de trabalho para milhares de brasileiros. A Globo é parceira incondicional do esporte nacional e continuará a contribuir para seu desenvolvimento, buscando a maior divulgação possível da transmissão dos espetáculos esportivos."

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS