Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Brasil

INCERTEZAS

Times do nordeste demitem por causa da pandemia de coronavírus

terça-feira, 24/03/2020, 09:22 - Atualizado em 24/03/2020, 09:22 - Autor: Com informações Diário do Nordeste


O Guarany está praticamente classificado para a segunda fase do Estadual
O Guarany está praticamente classificado para a segunda fase do Estadual | Reprodução

Se os times das principais séries do Campeonato Brasileiro se mobilizam para reduzir salários de atletas, no caso de times de menor poder aquisitivo, a realidade é ainda mais dura tendo em vista a paralisação de campeonatos em decorrência da pandemia do coronavírus.

O Guarany de Sobral-CE decidiu interromper os contratos de todos os jogadores do clube até que a situação volte à normalidade. Os atletas foram comunicados através de aviso de rescisão.

Reprodução
 

O presidente do bugre sobralense, Mauro Fuzaro, confirmou que o áudio que circulou nas redes sociais na noite de segunda-feira (23) é mesmo dele e o documento é verídico. Ele comenta sobre a demissão de profissionais.

"Devido a situação do País, situação do que está acontecendo. E pelo jeito, os campeonatos não vão haver. A gente sentou e achou melhor fazer a rescisão de todo mundo no momento. Só vai deixar o treinador da base, o treinador do titular (Washington Luiz). E se voltar de novo à normalidade, a gente chama de novo. Mas é a rescisão de todos os atletas do Guarany". 

O ano se mostrava bastante promissor para o Guarany de Sobral. O rubro-negro foi o "campeão simbólico" da 1ª fase do Estadual, o que lhe assegurou vaga na Copa do Brasil 2021. Pelo desempenho na 2ª fase, praticamente garantido na fase semifinal, também conquistou a vaga na Série D 2021, o que seria apenas uma garantia, visto que o clube tenta o acesso para Série C 2021 neste ano.

Com a dispensa de atletas, a situação em termos de campeonato estadual pode ficar polêmica, visto que os jogadores só poderiam ser inscritos até dia 27/03. Portanto, o clube não pode contar com novos nomes no torneio estadual, e os jogadores  antigos, agora, ficam livre para acertar com outras equipes. 

Nacional de Patos 

 O Nacional de Patos-PB foi outro a tomar medidas severas por conta do coronavírus. Sem renda, a diretoria enxergou que a única escolha seria demitir seus atletas, funcionários e comissão técnica, e, assim o fez.

O time paraibano tinha 26 jogadores no elenco, todos dispensados. O treinador era Sérgio China, que buscará um novo clube. O comandante chegou para suprir a saída de Rafael Soriano.

"Os jogadores foram dispensados porque não tem campeonato e não tem como o clube manter esses atletas aqui por esse prazo indeterminado. E ninguém sabe quando é que volta esse campeonato. Quando voltar, a gente vai ver, vai avaliar", explicou Maikon Minervino, assessor jurídico do Nacional de Patos, a um site esportivo. 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS