Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Brasil

POLÊMICA

Possível adversário do Paysandu vive crise após jogador chamar torcida de 'índios'

sexta-feira, 11/10/2019, 11:00 - Atualizado em 11/10/2019, 13:01 - Autor: Com informações do Futebol Interior


| Divulgação

O volante do Cuiabá-MT, Marino, se arrependeu de ter discutido com um torcedor nas redes sociais após a derrota do seu time para o Londrina, por 1 a 0, na Arena Pantanal, na semana passada, e gravou um vídeo se desculpando.

Após o tropeço diante da equipe londrina, um torcedor acabou cobrando Marino, que respondeu com alguns palavrões. Rapidamente, a conversa se espalhou pelas redes sociais.

Na discussão, ele afirmou que o clube "não tem torcida" e que no Mato Grosso "não havia futebol, somente índios" . Veja:

 

Após isto, ele pediu desculpas. "Queria pedir desculpa para o torcedor que falou comigo na rede social depois do jogo com o Londrina. Acabei falando algumas ofensas. Queria pedir desculpa também para todo torcedor do Cuiabá, que me acolheu desde a minha chegada. Estou há dois anos aqui e sou muito grato por tudo que conquistei. É um clube que tenho um carinho imenso", disse o volante, que continuou:

"Do fundo do meu coração estou arrependido pelas palavras e é isso. Tenho que me desculpar. Depois do jogo estava de cabeça quente por causa da derrota e ninguém gosta de perder. Sou muito grato por estar aqui e queria pedir desculpa", finalizou Marino.

O momento do Cuiabá é estável no Brasileiro da Série B. Sem vencer há três jogos, o time caiu para a 11ª colocação, com 36 pontos, e se distanciou do G4. Em 2015, o clube foi campeão da Copa Verde ao golear o o Remo por 5 a 1 no Mato Grosso.

Este ano, o Dourado do Centro-Oeste pode voltar à decisão da competição. Para isso, precisa vencer o Goiás e reverter o resultado de 1 a 0 do primeiro jogo. Quem passar, encontra o Paysandu na final.

| Divulgação
| Divulgação

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS