Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$

Esporte / Esporte Brasil

FURACÃO CAMPEÃO!

Conheça a trajetória de Rony, destaque no título do Athletico Paranaense na Copa do Brasil 

quinta-feira, 19/09/2019, 12:48 - Atualizado em 19/09/2019, 12:48 - Autor: Diario Online


| Reprodução

Ronielson da Silva Barbosa, o Rony, 24 anos, destaque do Athletico Paranaense, vive um momento histórico da sua carreira.

Revelado na base do Clube do Remo, em apenas 6 anos como profissional, ele já acumula títulos e é peça fundamental do seu clube, novo campeão da Copa do Brasil.

Rony nasceu na zona rural do município de Magalhães Barata, nordeste paraense. Teve uma infância pobre. Aos sete anos, corria atrás da bola no campo de terra localizado na frente de casa, eram as primeiras “arrancadas” que impulsionariam sua carreira vitoriosa.

Chegou no Clube do Remo com 17 anos, em 2012, fez o teste e foi aprovado. Precisou trabalhar como mototaxista, pedreiro, auxiliar de mecânico para se sustentar e terminar os estudos. Enquanto isso, ia se destacando em campo, e disputou a Copa São Paulo como titular. Ajudou o Remo a empatar por 1 a 1 com o Corinthians, resultado histórico na época.

 

Logo depois foi chamado para o profissional. Em menos de três meses, teve sua estreia, no dia 26 de março de 2014. O Remo enfrentava o São Francisco no Mangueirão, pelo Campeonato Paraense, o time perdia por 1 a 0, quando Rony entrou em campo aos 17 minutos do segundo tempo, fez o gol de empate, o primeiro da sua carreira no "time de cima".

O atacante saiu do clube azulino em 2015, depois de ser bicampeão paraense, e ter disputado a Copa do Brasil. Partiu para a base do Cruzeiro, no time sub-20, pelo qual disputou quatro campeonatos. Antes de ter chances no elenco profissional, acabou cedido ao Náutico.

Em 2016, Rony passou a se destacar na Série B do Brasileirão, foi o goleador do Timbu na competição, com 11 gols, e quase comandou a subida do time para a Série A. Ainda no mesmo ano, foi negociado pelo com o Albirex Niigata, sua primeira experiência internacional, onde jogou por um ano. Disputou três competições. Fez 36 jogos e marcou oito gols.

 

Voltou ao Brasil no ano passado, e foi anunciado pelo Botafogo. Mas ele jamais defendeu o Glorioso e ainda chegou a fazer uma negociação com o Cruzeiro, mas o problema era o clube japonês. O Albirex Niigata, quando contratou Rony por uma temporada, se protegeu com uma cláusula que permitia a renovação por mais três anos. Rony e o Albirex entraram em briga judicial.

Surgiu o Corinthians, com uma proposta de três anos de contrato. As negociações avançaram durante abril e maio, e o atacante esteve em vias de ser contratado pelo clube paulista, que recuou na última hora, temeroso de perder a disputa judicial com os japoneses – mesmo que a Fifa tivesse autorizado a transferência.

 

Então surgiu, enfim, o Athletico. No fim de agosto do ano passado, o clube recebia autorização da Fifa para ele ser anunciado. Em 2 de setembro, fez o segundo gol da vitória de 2 a 0 sobre o Bahia pelo Brasileirão. Agora soma 58 jogos pelo Athletico. Tem onze gols e cinco assistências pelo clube.

Jogou a Sul-americana no ano passado, onde foi campeão. Foi titular em todas as partidas em 2019 - começou jogando todas as partidas na campanha encerrada nas oitavas de final da Libertadores, e também começou jogando todas as partidas na caminhada até a decisão da Copa do Brasil.

 

A consagração veio na noite da última quarta-feira (18). O paraense levou o time paranaense a conquistar o título de campeão da Copa do Brasil, em cima do Internacional, marcando um golaço decisivo, no estádio do Beira-Rio, se tornando o grande destaque da partida. 


| Reprodução
| Reprodução

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS