Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$
Música

I Love Pagode toca em Jericoacoara e leva junto uma excursão de cerca de 150 fãs

sábado, 20/04/2019, 12:52 - Atualizado em 20/04/2019, 12:52 - Autor:


“A proposta do nosso projeto é simplesmente reunir amigos com sentimentos em comum e fazer aquilo que mais gostamos, tocar uma boa música!”, explica o percussionista Márcio Corrêa, um dos integrantes do grupo paraense I Love Pagode, que faz show hoje no baladado balneário cearense de Jericoacoara.


O inusitado é que, além dos músicos e da equipe de produção, que envolve aproximadamente 40 pessoas, o grupo resolveu levar uma excursão com cerca de 150 fãs paraenses para o evento, que virou a festa “I Love Jeri”.


“A ideia surgiu através do fato de que, graças ao trabalho que a gente vem desenvolvendo na internet, no nosso canal no YouTube e nas redes sociais, o nosso projeto vem ganhando cada vez mais espaço no cenário musical. Pessoas do Brasil inteiro ficam constantemente pedindo para que nos contratem para fazer shows por lá e graças a uma parceria com a Astur vamos conseguir realizar este sonho que é o primeiro passo nesta nova caminhada que o I Love pretende seguir em 2019, que é de estar cada vez mais ‘espalhando o amor’, termo que nossos fãs utilizam para falar de onde vamos tocar pelo Brasil!”, diz o músico.




Com quatro anos de estrada, o I Love Pagode tem apostado na inovação para surpreender os fãs. Antes dessa viagem, já levaram sua música e alegria ao palco do Theatro da Paz com o show “Amor, Amor”, uma homenagem ao Dia dos Namorados.


No Ceará, a festa do grupo será na casa de show Mansão Matusa, com capacidade para mil pessoas, onde eles pretendem fazer um repertório variado e eclético, passando por todos os ritmos, incluindo pagode, sertanejo, axé, pop rock e o nosso brega.


Segundo a banda, as vendas foram um sucesso e já existe a possibilidade do projeto voltar a Jeri. “Esse evento tem um sabor especial pra gente, por poder ver que somente através do nosso trabalho e das coisas que acreditamos podemos realizar nossos sonhos. É um projeto desenvolvido sem nenhum tipo de patrocínio ou incentivo, apenas a vontade de vivenciar uma experiência completamente inovadora”, diz Márcio.


O grupo é formado ainda pelos vocalistas Paulo André, Paulo Augusto e Renan Albuquerque, pelos percussionistas Alemão, Patrick Barbosa e Mestre Marcão, pelo baixista Dionísio Matos, o cavaquinista Nivaldo Luglime, o violonista Rafael Mirim e o baterista Manoel Neto.




(Aline Rodrigues/Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS