Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$
Música

“Mentira atrás de mentira”: guitarrista desabafa sobre Ryan Adams

quarta-feira, 20/02/2019, 01:00 - Atualizado em 20/02/2019, 01:00 - Autor:


As coisas não estão nada bem para o lado de Ryan Adams.

O músico que lançaria três novos discos de estúdio em 2019 foi acusado várias vezes de abuso psicológico nos últimos dias, principalmente após uma matéria do The New York Times reunir mulheres que se relacionaram de alguma forma com ele.

Entre elas estão nomes como a atriz Mandy Moore, que foi casada com Adams, e a cantora Phoebe Bridgers, e entre as alegações estão denúncias de que ele oferecia ajuda com a música para tirar vantagens das artistas, tentava atrapalhar as suas carreiras quando elas recusavam a proximidade e, no caso de Mandy, fazia com que ela vivesse a sua vida em função da carreira dele.

Quem também falou a respeito do assunto agora foi o guitarrista Todd Wisenbaker, que usou a sua conta no Instagram para dizer o seguinte:

Isso é incrivelmente difícil para mim, mas Ryan por favor procure ajuda

Houve vezes em que eu escolhi acreditar na sua versão insana da verdade porque era mais fácil do que acreditar que qualquer pessoa é capaz de ser um monstro tão feroz. É doentio e vergonhoso. Recentemente eu aprendi que praticamente tudo que ele já me contou é uma mentira atrás de uma mentira atrás de uma mentira. Há desculpas e negações para tudo. Há algum tempo eu falei para que ele procurasse ajuda e ele me pediu para ajudá-lo. Eu não me arrependo e jamais me arrependerei de tentar ajudar alguém em necessidade – eu acredito no perdão, redenção e na recuperação, mas a minha vida se tornou uma verdadeira tempestade de merda com a sua desilusão total. Eu não queria dizer nada porque estou preocupado com a saúde da minha família, mas eu percebi que eu tenho a responsabilidade de falar. As mulheres que falaram são incrivelmente corajosas.

Mais relatos

Quem também se pronunciou a respeito de Ryan Adams foi Thomas O’Keefe, tour manager que trabalhou com Adams em um de seus projetos, a banda Whiskeytown, entre 1997 e 2000:

Desde que as notícias sobre Ryan surgiram há alguns dias, muitas pessoas entraram em contato comigo, então irei compartilhar os meus pensamentos.

Eu era o tour manager da banda de Ryan Adams, Whiskeytown, desde 1997 até o final do grupo em 2000. Eu escrevi um livro sobre a experiência chamado WAITING TO DERAIL [‘ESPERANDO PARA DESCARRILAR’], que foi lançado em Junho de 2018.

Durante o meu período com o Ryan eu nunca presenciei nenhum tipo de comportamento abusivo em relação às mulheres. Entretanto, isso aconteceu há 20 anos, muito antes dele ter sucesso verdadeiro.

Eu o conhecia como um gênio musical, engraçado e carismático. Ele também sabia ser maldoso e vingativo, mostrando pouca ou nenhuma empatia pelas pessoas.

Muitas vezes eu o vi usando as pessoas – quase sempre para avançar na carreira – e aí de repente, sem avisar, as afastando e desaparecendo de suas vidas.

Ele fez o mesmo comigo em 2000 e desde então eu tive pouquíssimo contato com ele.

De forma triste, eu acho que essas histórias perturbadoras sobre o Ryan podem ser facilmente verdadeiras. Ele é muito inteligente, charmoso e sabe usar isso para retaliar e ser manipulador.

Coincidentemente eu também trabalhei com a Mandy Moore quando ela era adolescente. Eu a achava uma pessoa agradável e honesta.

Fico muito triste ao saber dessas histórias. Essas bravas mulheres são heroínas, já que é difícil denunciar um valentão, especialmente um valentão que se esconde atrás de promessas de melhorar sua carreira – e também de ameaças de acabar com ela.

Todos deveríamos ficar ao lado dessas mulheres. Eu espero que elas encontrem algum tipo de resolução e não percam a sua fé nos seus talentos e no poder da música. A música pode ser uma das coisas mais positivas e agregadoras do mundo. É nojento vê-la sendo usada como uma cobertura para comportamentos inaceitáveis.

LEIA TAMBÉM: FBI investiga Ryan Adams após acusações de abuso

Fonte: TMDQA!

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS