Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
24°
cotação atual R$
Música

Em 1965, duas lendas brasileiras concorreram com os Beatles no Grammy

terça-feira, 05/02/2019, 21:40 - Atualizado em 05/02/2019, 21:40 - Autor:


Ah, o Grammy…

O mais importante prêmio da música mundial é conduzido pela Recording Academy, dos Estados Unidos, que sempre foi bastante questionada sobre seus critérios.

Apesar de premiar muita gente boa e que realmente merece o reconhecimento, o equilíbrio entre qualidade e potencial comercial nas escolhas de indicados e vencedores é sempre bastante questionável e há muito artista que, inclusive, não se importe muito com a premiação.

Fato é que os prêmios Grammy existem desde 1959 e logo na primeira edição estava lá a categoria de Melhor Artista Novo (“Best New Artist”), que tem como objetivo mostrar nomes promissores na indústria musical.

Pois bem, entre tantas passagens marcantes e duvidosas como o Maroon 5 ganhando de Kanye West em 2005 e comparações que chegam até a ser cômicas como em 2009 quando os Jonas Brothers concorreram com Adele (e, ainda bem, perderam), o Grammy premiou muitos artistas durante essas décadas todas e por pouco não entregou seu gramofone dourado a um nome brasileiro.

Tom Jobim e Astrud Gilberto x Beatles

Em 1965 a categoria de Melhor Novo Artista do Grammy teve dois artistas brasileiros entre os seus cinco indicados, com Antonio Carlos Jobim, o eterno Tom Jobim, e a talentosíssima Astrud Gilberto.

Se as chances do prêmio sair para a gente eram grandes por conta da proporção de 2/5, por outro lado elas foram reduzidas a pó quando um dos nomes da lista eram nada mais, nada menos do que os Beatles.

Nem é preciso dizer que ficou difícil competir com a banda britânica e o prêmio foi pra eles, mas definitivamente não houve motivos para que Tom e Astrud ficassem tristes, já que a noite ainda foi bastante proveitosa para ambos.

Getz/Gilberto

1964 foi o ano de lançamento de Getz/Gilberto, disco do saxofonista norte-americano Stan Getz ao lado do brasileiro João Gilberto que tinha Tom Jobim ao piano e na maioria das composições, e Astrud com vocais na lendária “The Girl From Ipanema” e também em “Corcovado”.

O álbum foi o grande destaque da noite ao tornar-se o primeiro disco de jazz da história a levar para casa o principal prêmio do Grammy, na categoria “Álbum do Ano”. Outro disco de jazz só conquistaria a honra 43 anos depois, em 2008, com River: The Joni Letters, de Herbie Hancock.

Entre outros prêmios do disco, “Garota de Ipanema” ainda levou pra casa o título de “Gravação do Ano”.

Há quem diga que o Grammy decidiu agradar todo mundo e quando percebeu que Getz/Gilberto levaria os principais troféus pra casa, indicou Tom Jobim e Astrud Gilberto na categoria de Novo Artista mas já sabia que o daria para os Beatles. Será?

LEIA TAMBÉM: Grammy divulga lista de indicados para o prêmio em 2019

Fonte: TMDQA!

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS