Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$
Música

Deb and The Mentals lança clipe de “Do it Now”; leia nossa entrevista com a banda

segunda-feira, 04/02/2019, 15:40 - Atualizado em 04/02/2019, 15:40 - Autor:


Em uma constante crescente no underground brasileiro desde sua fundação, Deb and The Mentals encerra a turnê de seu álbum de estreia, o ótimo Mess (2017), com um clipe para a canção “Do It Now”.

Nesse ano, a banda se prepara para uma nova fase da sua carreira. Em nova formação, com a entrada do guitarrista Ricardo Dom, Deb and The Mentals busca realizar novos trabalhos em 2019.

Gravado de forma simples, o clipe de “Do it Now” é estrelado pela atriz trans Vivi Silvestre dançando para a câmara em frente a cenários que se alternam, bem como o seu figurino.

Levando a ideologia “do it yourself” ao pé da letra nessa produção, o clipe foi dirigido e produzido pelo próprio baterista Giuliano di Martino, com quem batemos um papo para saber mais sobre o novo clipe, a nova formação e os projetos da banda para esse ano.

A entrevista você pode conferir logo abaixo, após o clipe de “Do it Now”.

TMDQA!: “Do It Now” é um clipe muito interessante pois ele traz visibilidade para a causa trans sem forçar o discurso ou cair nos estereótipos. Poderia nos falar como surgiu a ideia para o clipe? E também sobre o convite da Vivi para atuar nele?

Giuliano: Temos muito respeito e admiração pela causa LGBTQ+, é um movimento muito forte e verdadeiro. O Brasil é um dos países que mais mata transexuais no mundo. Isso é muito revoltante. Talvez o Deb And The Mentals não seja uma banda tão política em termos de letras, mas essa liberdade fica bem explícita na nossa atitude diária e nos shows. Somos contra todo esse tipo de opressão, reconhecemos os nossos privilégios e a partir nos colocamos como aliados mesmo nessa luta. Conhecemos a Vivi quando tocamos em Maringá (PR) e rapidamente trocamos muita ideia. Ela é uma mulher muito forte, tem uma super bagagem de cinema, arte, moda e política, foi uma identificação instantânea. Com o tempo pensamos em fazer esse clipe com ela, trocamos muita ideia de como fazer isso sem nos apropriarmos e deixar um clipe artístico, leve, porém forte – e ela super topou. Deixamos o roteiro em aberto também, para que o clipe se desenvolvesse sozinho, então ele apenas nasceu, é muito louco! Juntamos com a Marta, da Saloon 33, que fez o styling, e combinamos um dia pra filmar tudo com o celular, como sempre fazemos. Produção totalmente DIY.

TMDQA!: A produção simplista, sem grande orçamento e até nostálgica do clipe também pode ser entendida como um ato político. Por que a banda prefere essa “contramão” das grandes produções atuais? E como isso se reflete no trabalho da banda em um modo geral?

Giuliano: Nunca tivemos orçamento para fazer o que precisa ser feito. Somos totalmente independentes. Não temos produtora ou agência por trás. Mas banda tem que gravar clipe, disco, fazer merch, etc. Ter uma banda de punk rock sempre foi um ato de resistência, né? Comecei a ilustrar pela influência dos flyers de punk e capas de disco. Sempre quis ter uma banda pra fazer isso. Comecei a trabalhar com vídeos por causa do Deb And The Mentals. Então, se podemos fazer e sabemos como fazer, por que contratar uma grande produção com um dinheiro que não temos? Pra se adequar aos padrões do mercado? Isso não combina muito com a gente. Gostamos de fazer o que é verdadeiro pra nós, que represente o que pensamos, vivemos de modo transparente. É muito mais “trabalhoso”, mas quando fica pronto, dá aquela sensação de “fizemos isso, que demais”.

TMDQA!: O clipe está sendo anunciado como um marco do fim da divulgação do álbum Mess. Isso quer dizer que tem coisa nova ainda para esse ano?

Giuliano: Mess está oficialmente finalizado. Rodamos bastante com esse disco. Dois anos desde o lançamento já! Foi maravilhoso, nos deu uma estrada incrível. Muitos novos amigos e muita bagagem. Agora vamos usar tudo isso pra lançar um novo disco esse ano. Já estamos compondo e algumas boas novidades vêm aí.

TMDQA!: Como a nova formação influenciará (ou já está influenciando) nas produções e apresentações que vem por aí?

Giuliano: O Dom (novo guitarrista) veio com muita energia e vontade. Já fizemos dois shows com essa nova formação e foi amor à primeira vista. Funcionou perfeitamente e imediatamente. Nos trouxe uma “sensação de novidade” pra produzir e testar coisas novas. Ele tem a mesma energia de garagem e peso que nós. Tanto ao vivo quando em estúdio.

De novo: vem MUITA coisa boa em 2019!

Fonte: TMDQA!

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS