Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$
SDSS

Jornalista paraense cria festival digital para divulgar música do estado

quarta-feira, 12/08/2020, 20:50 - Atualizado em 12/08/2020, 20:50 - Autor: Diario Online


Liège é uma das artistas que participará do festival
Liège é uma das artistas que participará do festival | G.Portella/Divulgação

Um evento para celebrar a saudade de um show ao vivo. Foi com essa intenção que o jornalista e produtor cultural paraense Gustavo Aguiar criou o 1º festival digital “Sdss de um Festival” que reúne 23 artistas da música independente do estado do Pará, entre os dias 11 e 29 de agosto, no Instagram do jornalista.

Serão publicadas, na conta do Instagram de Gustavo, sessions inéditas enviadas pelos artistas. Todo dia um vídeo diferente apresentando atrações que são novidade na música de Belém. Segundo o produtor cultural, a ideia surgiu a partir da necessidade de criar novas plataformas de divulgação e debate sobre a nova música produzida no Pará.

Gustavo se viu desempregado por conta da crise do coronavírus que afetou por completo a indústria de entretenimento e, foi nessa situação, que ele começou a planejar o festival. Desde 2015, ele desenvolve comunicação e marketing para grandes eventos da capital, como o Festival Se Rasgum, maior evento de música independente do norte, e o Circuito Mangueirosa, carnaval de rua que levou centenas de milhares de brincantes para folia em Belém nos últimos dois anos. Com a pandemia, todo calendário de eventos de 2020 foi cancelado e a agenda do jornalista começou a ficar vazia. 

“Não tem lado bom na crise do coronavírus, mas não sou o tipo de pessoa que espera as coisas se resolverem sozinhas. Tirei um tempo pra tomar forças e comecei a apostar na produção de conteúdo sobre música nas minhas redes sociais, como forma de respirar novos ares e me movimentar. Criei um site de jornalismo musical, um programinha de rádio feito nos Stories e, aos poucos, vou entendendo como as pessoas consomem conteúdo de música e como querem receber esse conteúdo. Continuo desempregado mas movimento gera movimento e a pandemia não tirou minhas esperanças de que as coisas vão se resolver logo”, conta.

No line up do evento, nomes que já têm prestígio na cena e conseguiram ultrapassar os limites geográficos do estado, como Liège e Anna Suav e Aeroplano, aparecem junto de bandas recém lançadas como Manatins, Tangerina e André Couto. A programação também traz uma mistura curiosa de gêneros com rappers como Daniel ADR, o pop eletrônico de Reiner, Pratagy e Toussaint, a psicodelia da Velhos Cabanos e Steamy Frogs, e as referências de música preta brasileira e paraense de Arthur da Silva e Douglas Silva. Entre as atrações escolhidas, marcam presença o canto de Marisa Brito, UmSebastião, Giovanni Zeit e Maraú, e a lista finaliza com o rock da Blocked Bones, Dois na Janela, Marcelo Kahwage, Madrigal e Meio Amargo.

O line up é organizado por ordem alfabética e a ordem de ‘apresentação’ foi feita seguindo o critério de quem enviou primeiro o material e o restante do cronograma foi finalizado aleatoriamente. Foi a forma que eu encontrei de fazer uma curadoria minimamente justa”, comenta. A primeira semana do evento traz apresentações de Manatins, Marisa Brito, Reiner, Giovanni Zeit e Arthur da Silva.

Pra assistir aos vídeos, basta seguir o perfil do jornalista na rede social.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS