Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$
SEM PUDOR

Masturbação, oral e nudez: “lives proibidonas” de funkeiros causam polêmica

terça-feira, 28/04/2020, 11:36 - Atualizado em 28/04/2020, 12:47 - Autor: Com informações do portal Metrópoles


Lives de funk no Instagram têm fãs fazendo sexo e até 230 mil views simultâneos por show.
Lives de funk no Instagram têm fãs fazendo sexo e até 230 mil views simultâneos por show. | Reprodução

Temas sobre sexualidade tem crescido em lives no Instagram durante a quarentena por causa da pandemia d novo coronavírus. No, entanto, algumas tem provocado polêmica por causa do conteúdo. As informações são do portal Metrópoles. 

Lembra da Kelly Key, que dicas de como fazer sexo anal à Gracyanne Barbosa? E Anitta, que exibiu sua coleção de vibradores, explicando como cada um deles funciona? Pois é, as "lives proibidonas" vão muito além. 

Foram os casos das transmissões feitas pelos funkeiros Gabriel do Borel e PK Delas, que convidaram fãs para dançar enquanto eles e outros amigos faziam DJ sets.

No entanto, algumas participantes estão dispostas a rebolar e até se masturbar ou receber sexo oral do parceiro ao som da live.

Jorge e Mateus, Pabllo Vittar, Alok, Cabaré e mais: confira as lives da semana

Gabriel disse em entrevista, que ficou surpreso quando as seguidoras começaram a se despir.

“Da próxima vez estarei mais preparado e com certeza devo agir mais rápido também”, explicou o funkeiro, justificando que o distanciamento social acaba deixando as pessoas mais à flor da pele.

O funkeiro demorou ao menos um minuto para “expulsar” as participantes que mostraram demais em sua live.


Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS