Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
26°
cotação atual R$
Games

Mudança de gerações nos consoles não é bom para a indústria, diz Microsoft

quinta-feira, 22/06/2017, 10:56 - Atualizado em 22/06/2017, 10:56 - Autor:


O Xbox One X é um console bastante potente para a geração atual, o que só levanta a questão de por que não guardar essa tecnologia para a próxima leva de consoles da indústria. Este não é o plano da Microsoft, no entanto, e a empresa tem um bom motivo para isso.

Em uma entrevista para a Wired, o chefe de marketing da divisão Xbox, Albert Penello, falou justamente sobre esta questão. Tanto o Xbox One X quanto o PS4 Pro parecem estender o prazo da geração atual, mas quando perguntado sobre quanto tempo deve durar, ele disse que não sabe, mas que esse conceito deve mudar com estes consoles.

Eu acho que a ideia que estamos tentando introduzir é que nos importamos com os jogos e que o aparelho, seja um PC, ou um Xbox One S ou um Xbox One X, é apenas um mecanismo com o qual você escolhe experimentar estes jogos. Mesmo quando fazemos coisas como a retrocompatibilidade com o Xbox 360 e agora com os jogos do Xbox original, você não necessariamente diria que esta é a coisa mais relevante a ser feita, ir tanto no passado, mas eu adoro que nos importamos em preservar o conteúdo.

Ele deu como exemplo telefones celulares e como hoje o consumidor se importa mais com os aplicativos do que em qual aparelhos eles são utilizados, permitindo que as pessoas atualizem seus dispositivos sem se preocupar com a compatibilidade dos programas.

Não estou dizendo que as gerações de consoles vão sumir necessariamente, mas pensando além desta geração, pensando sobre software, é claramente onde estamos tentando ir. Estamos tentando garantir que é sobre o conteúdo, não sobre o dispositivo. Eu não acho que gerações de consoles […] são coisas boas para a indústria, acho que não são boas para os consumidores também.

Quando perguntado, ele também sugeriu que melhorar um console por partes conforme a necessidade, como acontece no PC, também é uma possibilidade para o futuro, mas que nada está garantido ainda.

Esse tipo de abordagem certamente poderia ser benéfico para os jogadores e para a indústria. É um modelo que sempre funcionou no PC, onde as “gerações” são menos evidentes e até hoje é possível jogar títulos de décadas atrás, seja com uma simples atualização ou com algum método alternativo.

O que vocês acham? Será que a Microsoft tem razão e este é o futuro dos consoles?

Fonte: Jovem Nerd

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS