Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$
Games

Review | Tekken 7

terça-feira, 06/06/2017, 18:56 - Atualizado em 06/06/2017, 18:56 - Autor:


Em um ano cheio de jogos de luta, o torneio do Rei do Punho de Ferro está chegando em sua sétima edição para os consoles – e, pela primeira vez, para o PC.

Mais de dois anos após seu lançamento para os arcades japoneses, Tekken 7 chegou no resto do mundo no dia 2 de junho, com suas lutas em arenas tridimensionais e diversos personagens já conhecidos dos fãs da série. Como já é de costume, o jogo está cheio de tretas e reviravoltas protagonizadas pelo clã Mishima, de Heihachi, Kazuya e Jin.

Tretas Mishima™

Todo jogo da série Tekken precisa de uma história maluca cheia de brigas, intrigas e desencontros da família Mishima, responsável pelo torneio que dá nome ao jogo – 鉄拳 significa Punho de Ferro.

Dessa vez, a história é narrada por um investigador meio mala que estuda a família Mishima. Jin desaparece após derrotar Azazel no final de Tekken 6, e Heihachi volta para assumir o controle da Corporação Mishima. Qual a primeira coisa que ele faz? Isso mesmo, montar um novo torneio do Rei do Punho de Ferro, obviamente.

Apesar de ser lotada de clichês, a trama não desapontará os fãs da franquia, ainda mais com a adição de elementos como Akuma (sim, ele faz parte da história) e a estreia de Kazumi Mishima, mãe de Kazuya, que sempre esteve presente mas nunca havia aparecido de fato.

kazumi mishima

Modos de jogo

Tekken 7 conta com diversos tipos de partidas online, dando ao jogador a possibilidade de criar seu próprio torneio se assim ele quiser.

O torneio consiste em uma chave para até 8 jogadores e dispõe de opções de eliminação simples ou dupla, batalhas simultâneas ou não, qualquer idioma e ranking ou os mesmos que o seu. A janela de opções também mostra o tempo estimado do torneio, para ninguém ter que sair no meio da competição.

Os outros modos online seguem mais o padrão de jogos de luta num geral – há o modo ranqueado, a ‘partida contra jogador’ em que você pode criar ou entrar em um lobby para encontrar um adversário sem a pressão de jogar por pontos.

Até o momento da publicação desse review, porém, só consegui jogar um torneio online: tanto as partidas para ranking quanto as casuais apresentavam problemas nos servidores.

O jogo oferece vários modos de partida offline. Temos a tradicional ‘Batalha arcade’ em que o jogador deve enfrentar uma sequência de inimigos que vão ficando progressivamente mais fortes, e um modo que é exatamente igual a esse mas que dá itens de personalização, chamado de ‘Batalha por tesouro’. Conforme você vai vencendo e subindo de ranking, irá se deparar com alguns personagens em cenários específicos que são tratados como um tipo de ‘chefões’ a serem derrotados.

Como não poderia faltar, Tekken 7 também conta com um modo de ‘Batalha VS’ para você desafiar seus amigos em uma luta local e com um modo de ‘Treino’.

Gastando seu ouro

Na Galeria é possível comprar as aberturas, resumos e finais de personagens de todos os jogos da série. Incluir todas as cutscenes foi uma ótima jogada, acertando em cheio a galera mais nostálgica que acompanha a franquia há anos. É possível reviver todos os momentos animados desde o primeiro Tekken, passando pelos Tag Tournament e até mesmo pelos Tekken para pachinko. Também é possível desbloquear imagens e artes conceituais dos personagens de cada jogo, tudo isso usando o ouro ganho nas lutas, que também pode ser gasto comprando itens para personalizar os lutadores.

A personalização de personagens, inclusive, é uma parte muito divertida do jogo. Há uma boa variação de roupas para os lutadores, e grande parte delas dispõe de uma gama de cores para escolher. Além das vestimentas, é possível acrescentar armas e escolher diferentes auras e efeitos de golpe para cada um dos 37 personagens disponíveis (contando com Eliza, lutadora bônus da pré-venda).

Você pode optar por gastar seu ouro comprando visuais diferentes para sua barra de vida e painel de informações do jogador ou até mesmo títulos, embora boa parte deles precisem ser desbloqueados.

Itens de personalização de jogador e personagens têm chance de cair ao vencer uma batalha por tesouro, que também dão muito ouro. Se o seu negócio for a personalização, não tenha dúvidas e vá jogar esse modo que você só tem a ganhar.

Porém, ao contrário da personalização de Injustice 2, que muda os atributos dos lutadores, a mudança de visual no Tekken 7 é somente isso: uma mudança visual que não interfere com os stats dos personagens.

Muitas opções

Com 37 personagens no lançamento, incluindo o convidado Akuma da franquia Street Fighter e Eliza, a variedade é imensa e praticamente todos os estilos de lutador estão presentes. Há aqueles mais pesados como o próprio Heihachi e os velozes como Xiaoyu, os que conseguem combar com inputs simples como Lili e aqueles que usam meia-lua e mais trocentas combinações de botão ao mesmo tempo – ei, Akuma, estou olhando para você.

Akuma

A lista de comandos é um pouco confusa e extensa – poderia ser organizada por subdivisões para ajudar o jogador a encontrar o que procura mais facilmente, mas não é nada que destrua a experiência como um todo.

No final das contas, o saldo é completamente positivo: o jogo é divertido, tem um certo grau de dificuldade e dispõe de muitas, muitas opções para todos os tipos de jogadores. O modo torneio é excelente e os personagens trazem nova vida para uma série estabelecida no mercado. Tekken 7 é um jogo completo que chega para solidificar 2017 como um ótimo ano para jogos de luta.

Tekken 7 está disponível para PlayStation 4, Xbox One e PC. Esse review foi feito a partir de cópia para PS4 cedida pela Bandai Namco.

Fonte: Jovem Nerd

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS