Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


23°
R$
Fama

'Fui estuprada por Neymar', diz Najilla em entrevista a Roberto Cabrini; veja o vídeo!

quarta-feira, 05/06/2019, 22:33 - Atualizado em 05/06/2019, 22:40 - Autor:


Najilla Mendes de Souza Trindade, mulher que acusa o jogador Neymar de estupro, disse em entrevista exclusiva ao repórter Roberto Cabrini, do SBT, tudo o que aconteceu na noite em que ela e o jogador do PSG e da Seleção Brasileira estavam juntos em um quarto de hotel, em Paris.


Najilla disse como conheceu o jogador - através da rede social Instagram. Ela afirmou ainda que o primeiro advogado não parecia acreditar em seu depoimento e que ele teria decidido que ela cortasse as unhas e que o caso fosse tratado como agressão.


Durante toda a entrevista, Najilla deixa claro e fala abertamente que sempre esteve ciente de que queria um encontro sexual com o atleta.


Najilla diz também que todo o encontro foi possível porque o camisa 10 da Seleção Brasileira se ofereceu para pagar a estada dela na capital francesa. Questionada sobre o que esperava ao viajar para Paris, a moça disse: “de ficar com ele, de encontrar com ele e realizar um sonho meu” e confirmou que o intuito era manter uma relação sexual.



O ENCONTRO


 A mulher diz também que, ao chegar em Paris, tudo estava tranquilo e que foi avisada pelo jogador que ele iria para uma outra festa, mas que passaria no hotel onde ela estava hospedada para visitá-la.


“Eu tinha um desejo de ficar com o Neymar. Quando ele chegou lá, tava tudo bem. Só que quando eu cheguei lá, ele estava agressivo, totalmente diferente daquele cara que eu conheci nas mensagens. Como eu tinha muita vontade de ficar com ele, eu tentei me ajeitar aqui. Aí ele me despiu”, disse Najilla, que ressalta que, até então, foi tudo consensual.


SEM CAMISINHA


“Só que depois ele começou a me bater. Nos primeiros, estava tudo certo, só que depois começou a me machucar muito. E eu falei ‘para, está doendo’ e ele disse, ‘desculpa, linda’, então continuamos. Deitados na cama, eu perguntei, ‘você trouxe preservativo? porque eu não tenho’ e ele disse, ‘não’, então eu rebati, ‘não vai acontecer nada além disso’ e ele não respondeu nada, então a gente continuou. Então ele me virou, cometeu o ato e eu pedi pra ele parar, mas ele continuava, batendo na minha bunda violentamente e depois eu girei. Foi tudo muito rápido, questão de segundos, então eu me retirei”, disse.


“A partir do momento em que ele se tornou agressivo, a partir do momento em que eu perguntei pra ele se tinha levado preservativo que eu não tinha, ele falou que não, então eu falei pra ele ‘não podemos. Vamos trocar carícias, vamos continuar aqui’ e ele concordou com o silêncio. E quando ele me virou ele já foi cometendo o ato".


"Depois quando eu saí da cama, quando eu me levantei e fui para o banheiro, eu não acreditei, foi uma decepção. Eu não consegui falar nada, nem xingar, nem chorar. Depois ele foi para o banheiro, ele entrou por uma porta e eu saí por outra", disse Najilla, que explica que só continuou a conversar com Neymar após o ato sexual porque precisava entender tudo o que aconteceu.


EXTORSÃO


O apresentador fala da tentativa de extorsão que o pai de Neymar sofreu e Najilla rebate “da minha parte não”, mas reafirma que teve conhecimento da tentativa. “Eu comecei a desconfiar disso [do primeiro advogado] no momento em que ele não deixava eu dar queixa” e esclarece que o motivo de ter o caso abandonado pelo primeiro advogado foi porque Najilla procurou a polícia sem eles saberem. “Porque eu tomei essa decisão, ele decidiu abandonar o caso”, disse.


(DOL)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS