Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


25°
R$
Fama

Gloria Perez relembra assassinato da filha e exige justiça

sexta-feira, 28/12/2018, 14:17 - Atualizado em 28/12/2018, 14:18 - Autor:


A autora Gloria Perez usou seu perfil das redes sociais para homenagear a filha, Daniella Perez, que foi assassinada em 1992 pelo próprio colega de trabalho Guilherme de Pádua e sua mulher, na época, Paula Nogueira Thomaz.


Além da homenagem, Perez fez um longo desabafo, denunciando a impunidade para os crimes no Brasil e exigindo que os culpados sejam devidamente punidos.


"Quanto mais o tempo passa, mais dói esse dia! Fica a impunidade dos assassinos. Fica a primeira emenda popular da História do Brasil, a lei que introduziu o homicídio qualificado entre os crimes hediondos, através da campanha que, passando de mão em mão, reuniu em 3 meses apenas, numa época sem Internet e sem apoio de nenhum grande órgão da imprensa, o número de assinaturas exigidas pela constituição para fazer passar uma lei proposta pelo povo", escreveu na publicação.


Visualizar esta foto no Instagram.

Quanto mais o tempo passa, mais dói esse dia! Fica a impunidade dos assassinos. Fica a primeira emenda popular da História do Brasil, a lei que introduziu o homicídio qualificado entre os crimes hediondos, através da campanha que, passando de mão em mão, reuniu em 3 meses apenas, numa época sem internet e sem apoio de nenhum grande órgão da imprensa, o número de assinaturas exigidas pela constituição para fazer passar uma lei proposta pelo povo. A aprovação pelo senado correu riscos, com senadores bem conhecidos se esgueirando para evitar que desse quorum. Interveio o presidente da casa, Humberto Lucena, que diante da ameaça, lançou mão do recurso de urgência urgentíssima e fez passar o projeto! #ImpunidadeMata #JoceliaBrandão #ValeriaVelasco #mãesDeAcari

Uma publicação compartilhada por Gloria Perez (@gloriafperez) em



(Com informações do ISTO E)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS