Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


25°
R$
Fama

MC Diguinho muda letra de música criticada por apologia ao estupro: 'mal interpretada'

quinta-feira, 18/01/2018, 10:32 - Atualizado em 18/01/2018, 10:32 - Autor:


MC Diguinho, que virou alvo de uma polêmica na última quarta-feira pela letra do funk "Surubinha de leve", pronunciou-se sobre as acusações de apologia ao estupro. Num vídeo gravado em São Paulo para o canal de sua produtora, GR6, no Youtube, na última quarta-feira, o caxiense comenta o caso e canta a nova letra. Na canção divulgada, aparecem as frases: "Brota e convoca as tchucas/ Mais tarde tem fervo, hoje vai rolar suruba / Só surubinha de leve com essas minas malucas/ Taca a bebida, depois taca e fica / Mas não abandona na rua / Só surubinha de leve com essas minas, de leve".



No vídeo, DJ Selminho, produtor da música, diz, antes de o MC cantar: "Vai mandar aquela? Cuidado, hein". E Diguinho responde, em seguida cantando a versão alterada: "A rapaziada na internet, hoje em dia, entende a música de um jeito. Cem pessoas, cada um entende a música de um jeito. Eu queria passar a música de um jeito e ela foi mal interpretada. Eu vou cantar, e só quem sabe vai cantar com Diguinho e com DJ Selminho". A aparição do funkeiro acontece a uma hora e 35 minutos de vídeo, no fim do show, e a repercussão da música é comemorada pelos MCs. O vídeo tinha, até a manhã desta quinta-feira, mais de 200 mil visualizações. Veja:



Na versão polêmica, a música apresentava os trechos: "Hoje vai rolar suruba / Só uma surubinha de leve/ Surubinha de leve / Com essas filha da puta / Taca a bebida / Depois taca a pica / E abandona na rua". As redes sociais do cantor estavam fechadas e, nesta quinta-feira, foram reabertas.


A assessoria de impresa do cantor divulgou ontem um comunicado oficial com o posicionamento do MC antes de o vídeo da produtora ser lançado: "MC Diguinho reconhece o conflito de informações devido a toda repercussão. O mesmo informa que mora com mãe, irmãs e uma sobrinha. Jamais irá denegrir a honra e a moral das mulheres. Em respeito a tudo isso, a música será lançada na versão light".


(Com informações do Extra)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS