Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$
OSCAR 2021

Apresentadora paraense revela segredos da cobertura do Oscar 

Desde 2015, Carol Ribeiro é apresentadora do canal TNT

domingo, 25/04/2021, 22:19 - Atualizado em 25/04/2021, 22:18 - Autor: Com informações da Elle


Carol Ribeiro no tapete vermelho do Oscar, em 2015
Carol Ribeiro no tapete vermelho do Oscar, em 2015 | Reprodução/log Carol Ribeiro

Gucci, Valentino, Yves Saint Laurent, Victoria Secrets. As grifes e passarelas mais valorizadas do mundo já se renderam à paraense Caroline Ribeiro. Desde 2015, a modelo é também apresentadora, no canal TNT, onde passou a apresentar, no tapete vermelho, as maiores premiações do cinema: Oscar, Emmy, Globo de Ouro e Sag Awards.

Em meio ao glamour dos famosos, Caroline revelou os "macetes" para conseguir entrevistar as maiores estrelas de Hollywood.

Oscar 2021: onde ver todos os filmes indicados

Carol Ribeiro publica foto curtindo férias no Pará

A 93ª cerimônia do Oscar será realizada neste domingo (25), em Los Angeles, com um número reduzido de participantes e diferentes apresentadores. Também haverá conexões em Nova York, Londres e Paris.

Com limitações impostas pela pandemia, o tradicional tapete vermelho será reduzido. Carol, acostumada com a antiga dinâmica, diz sentir falta das aglomerações. Para ela, olhar no olho do entrevistado faz diferença e é possível sentir o quão aberto ele está – ou não – para conversar. Mas ela não vai ficar de fora da festa. No Brasil, Carol estará ao lado de Tiago Abravanel para fazer o Esquenta TNT, na TV e no YouTube, comentando o tapete vermelho e acompanhando as entrevistas feitas por Axel Kuschevatzky direto do tapete.


Carolina revelou as suas estratégias para conseguir entrevistar os famosos em meio ao tumulto causado pela simples presença das estrelas. "Quanto mais grita, mais eles fogem. É uma linguagem corporal que você vai aprendendo. A estrela da noite é o entrevistado, estou lá para entrevistá-lo. Então, a gente tem que saber brincar. Digo que é um jogo de ego no tapete", disse.

Segundo Caroline, é preciso ter sensibilidade para abordar as atrizes e atores, sem levar um "fora". "Por exemplo, comentei da [Regina] King: ela sabe quem é e entende que as pessoas ficam nervosas, mas de forma alguma ela se sobressai, ela te acalma com o olhar. Então, quanto mais seguro é o ator, quanto mais tempo está no mercado, mais generoso ele é com a gente. Por conta dos papéis, a gente cria um estereótipo na cabeça. Eu também lembro do Billy Bob Thornton, no Globo de Ouro. Tinha receio de não conseguir entrevistá-lo, mas vi que ele não é o personagem. Você vai quebrando as imagens que cria".

Entre as entrevistas marcantes, ela lembra quando conversou e chorou com Indya Moore e Dominique Jackson, da série Pose. "Ela (Indya) falou do espaço que ocupa, e até quando precisaria representar uma pessoa trans. Disse ter orgulho, mas ao mesmo tempo, queria ser vista como uma mulher, como uma pessoa e não com uma tarja. Aquilo me marcou muito", contou Carol à publicação. 

Caroline faz questão de usar looks de estilistas brasileiros quando está no tapete vermelho. Assim como em um casamento, onde as convidadas não podem ofuscar o brilho da noiva, ela diz que o look não pode ser nem de menos, nem demais, já que seu visual não pode competir com o das atrizes. Mesmo assim, a beleza de Caroline e o talento dos estilistas não passa despercebido. "Lembro da Mariah Carey, que passou por nós, e depois sua assistente veio perguntar de onde era o vestido", conta.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

Para quem vai sua torcida no BBB21?

MAISACESSADAS