Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
23°
cotação atual R$
DEPOIMENTO

Anderson do Molejo afirma ter combinado encontro sexual com cantor 24 horas antes

Anderson Leonardo prestou depoimento na 33ª DP.

segunda-feira, 08/02/2021, 10:18 - Atualizado em 08/02/2021, 12:26 - Autor: Com informações do Extra


Na imagem, Anderson e Maycon
Na imagem, Anderson e Maycon | Reprodução

O pagodeiro Anderson Leonardo, vocalista do grupo Molejo, revelou em depoimento que prestou ao delegado Reginaldo Guilherme, titular da 33ª DP (Realengo), que combinou na noite de 10 de dezembro o encontro para manter relações sexuais com o cantor e dançarino Maycon Douglas Porto do Nascimento Adão, o MC Maylon.

Os dois seguiram por volta de meia-noite do dia seguinte para o hotel Queen, em Sulacap, na Zona Oeste do Rio, para transarem, segundo ele de maneira consensual. Porém, de acordo com MC Maylon houve um estupro.

O portal Extra teve acesso ao depoimento, que revela que Anderson diz ter conhecido o cantor e dançarino em julho do ano passado, na ocasião ele foi abordado pela mãe do jovem para mostrar o trabalho do artista. Logo em seguida eles agendaram uma reunião no seu escritório, que contou com a participação ainda do padrasto de Maycon.

Ainda na reunião, que ocorreu na semana seguinte a abordagem, Anderson disse ter ouvido parte de um CD, considerado o material gravado “bom” e dito que precisaria assistir uma apresentação ao vivo do cantor.

O pagodeiro contou que depois desse episódio o rapaz passou a frequentar seus shows. Foram mais de seis apresentações, até que o pagodeiro resolveu dar ao MC uma oportunidade, o chamando ao palco, mas “a coisa não deu muito certo”.

Ele chegou ainda a dar três “canjas” em shows seus, acompanhado por um DJ de funk.

Em outro momento, Anderson chegou a conversar a sós com Maycon sobre depressão, tendo ele orientado o jovem a parar com pensamentos suicidas. Em setembro, o funkeiro revelou que faria uma homenagem ao pagodeiro, tendo tatuado o rosto do cantor no antebraço direito. Ele frisou também que o jovem sempre demonstrou carinho, pedia para tirar fotos com ele e o chamava de “pai”, como muitos de seus amigos também fazem.

No depoimento, Anderson faz questão de reiterar que não agrediu Maycon e tampouco o forçou a fazer sexo com ele. Que logo depois da ida ao hotel, o jovem continuou a frequentar seus shows.

Este ano, nos primeiros dias de janeiro, Anderson diz ter sido procurado pela dona de casa Jupira Pinto, a mãe do cantor e dançarino, para fazer chantagens. Ela exigia que o cantor precisava arcar com os tratamentos médicos do filho, se não “tudo iria parar na imprensa” e sua carreira seria prejudicada.

“Nunca houve chantagem. Quando eu fui conversar com ele, era para pedir que ele visse médico para o Maylon. Expliquei bem para ele, que Maylon precisava de médico depois que ele cometeu isso com o Maylon, que ele fez essa coisa horrorosa. O Anderson fez sem camisinha. Maylon de 21 anos. E Anderson com a idade que tem. Maylon nunca tinha tido parceiro. Falei para ele: eu não tenho condições de levar meu filho para fazer exames particulares. Então eu dependo da ajuda dos meus amigos, como está acontecendo agora”, disse Jupira, ao Extra.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

Para quem vai sua torcida no BBB21?

MAISACESSADAS