Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$
SEXTOU ESPECIAL

Conheça Rominho Coelho e saiba tudo sobre o vídeo com Adriano Imperador

sexta-feira, 26/06/2020, 13:41 - Atualizado em 26/06/2020, 14:01 - Autor: Reportagem de Enderson Oliveira e edição de fotos e vídeos de Gabriel Caldas


| Reprodução

Caro/a internauta, se você reconheceu a imagem acima, provavelmente sabe que todas as sextas, às 18h, é publicada uma dezena de vídeos - digamos, "curiosos" - no perfil @Seficarputoepior, seguido por mais de 1.3 milhão de pessoas no Instagram. São pessoas "comuns", jogadores de futebol consagrados, músicos famosos, narradores esportivos e tantos mais que aguardam o post como um rito de "libertação" para poder, finalmente, "sextar".

O que talvez você ainda não saiba é que os acordes iniciais que abrem o "Sextou" são da canção "Fato Consumado", de Djavan, e que são entoados pelo músico Chacal do Sax. Apesar da grande trajetória na música, não é ele um dos dois grandes destaques do vídeo: um é o ex-atacante Adriano Imperador, o "Didico", que ensaia alguns "batuques" meio desajeitados em um tantã. À frente, papel que cabe a um vocalista, que em geral é líder de algum grupo, um homem no cavaquinho exibe um sorriso aberto enquanto afina o instrumento durante a "resenha". Este homem é Rômulo Ramos de Souza Coelho, o Rominho Coelho.

Ver essa foto no Instagram

SEXTOOOOOOOOOOOU! 🏠😷

Uma publicação compartilhada por Se Ficar Puto É Pior (@seficarputoepior) em

Rominho tem 31 anos, é carioca e músico desde criança, quando tentou fazer parte do programa "Gente inocente", da TV Globo, com o grupo infantil "Moleque Atrevido". O samba e o pagode, bem como um maior alcance, viriam tempos depois, com o vídeo viral que provocou a criação deste texto. Além disso, Rominho é também... Bom, melhor ele mesmo se apresentar, não é mesmo?! Então veja:

Como você já deve ter percebido, a trajetória de Rominho é rica demais para ser reduzida a apenas um vídeo. Ele já tocou com músicos e grupos como "Malícia Brasileira"; Gustavo Lins; Charles André ("Os Morenos"); Adriano Ribeiro; "Bala, Bombom e Chocolate", além de Arlindo Cruz, "Revelação", "Fundo de Quintal", "Exaltasamba", Jorge Aragão e "Embala", seu grupo atual.

Com a proximidade de tanta gente de destaque, não é difícil imaginar que ele sempre está envolvido com pagode e amigos. É justamente a reunião de ambos que originaram o chamado "Pagode dos Amigos" (PDA), que de certo modo incitou a criação do fenômeno "Tardezinha", capitaneado pelo cantor Thiaguinho. O "PDA" já contou até mesmo com apresentações para milhares de pessoas no Maracanã. Curioso, não é mesmo?! Saiba mais na explicação de Rominho:

É, caro internauta, o "homem do Sextou" tem história no pagode nacional e também algumas linhas escritas (ou acordes tocados) em Belém, onde participou de uma festa em uma casa de shows da Cidade Velha em dezembro de 2017, com Gustavo Lins e Mumuzinho. Além disso, seu talento vai além do cavaquinho: o "Djavan" também toca violão, banjo, pandeiro, tantã, repique, surdo, ou seja, praticamente todos os elementos necessários para um bom pagode. 

Apesar de todas as habilidades e alcance que possui, ele ainda tem como uma de suas metas tocar com seu grande ídolo, Zeca Pagodinho. "Ainda não acompanhei o Zeca, por enquanto, que é um sonho pra mim. Minha admiração por ele é surreal. O Zeca Pagodinho, pra mim, é o 'Pelé' do pagode, do samba, digamos assim. Ele e o Arlindo Cruz são minhas influências reais em relação à música", afirma Rominho, que também citou como ídolos os cantores Belo e Alexandre Pires.

Em entrevista exclusiva ao DOL, o músico ainda comentou que "toda segunda-feira, sem exceção, tinha o pagode do Arlindo e eu tava lá em todas. Lá que eu fiz bastante amizade com a galera do futebol, todo mundo que frequentava ali. Por se tratar de uma segunda-feira, um dia meio diferente, a galera mesmo que ia, que frequentava, era a galera da noite, a 'boleirada', a galera que trabalha com música, os artistas. Ali, pra mim, foi minha maior escola", destaca.

Com tais referências e envolvido no meio artístico  e "boleiro", Rominho passou a ser visto como craque da música entre outros músicos e mesmo atletas, até chegar ao famoso vídeo do "Sextou".

SOLTA O TANTÃ!

A internet tem o poder de permitir que conteúdos viralizem e se tornem memes, que não são apenas conteúdos "humorísticos". Em seu conceito (sim, há vários pesquisadores, inclusive o autor deste texto, que pesquisam tal tema), o meme (res)significa uma imagem tirada/ adaptada de seu sentido original e que é compreendida por um determinado grupo de pessoas. Você mesmo já deve ter enviado alguma imagem ou figurinha e recebeu um "não entendi" ou "nossa, muito minha/ sua cara isto", por exemplo...

Rápidos, curiosos e com alto poder de disseminação, os memes por vezes recriam significados e alcançam diversas outras mídias. No caso do vídeo do "Sextou", isso é bem claro: ele já foi veiculado em grandes veículos como SporTV, provoca a expectativa de quem o conhece e aguarda e até mesmo está em conversas de WhatsApp com a troca de figurinhas:

Gabriel Caldas / DOL
 

Nesta cadeia curiosa de entretenimento, o vídeo de Rominho não está só, é claro. Ele mesmo destaca dois outros vídeos que em geral são compartilhados e integram a lista semanal: um é a apresentação de Tonzão Chagas, o TZ, em 2014 da "Roda de Fogo", fenômeno de funk gospel carioca. O outro é a prisão de Guilherme Ferreira da Silva, o "Gui", em 2017, suspeito de integrar uma quadrilha que roubava carros e os (re)vendia através de aplicativos em Contagem, Minas Gerais. "Gui", no entanto, se apresentava como comerciante e ironizou a situação de forma bastante curiosa. Reveja os vídeos:

Você sabia destes detalhes? Se não, não se preocupe. O "grande porém" de um meme é que, em geral, ele apaga ou diminui o sentido original da imagem que apresenta. Isso mesmo: podemos consumir, mas em geral não sabemos o contexto no qual algo foi feito, como no caso do vídeo do "Sextou". Pois bem, chega de dúvidas! O vídeo foi gravado há cerca de 2 anos, em uma "resenha" feita em comemoração ao aniversário de um amigo, tanto de Rominho quanto do ex-atacante Adriano Imperador. Ouça os detalhes:

No vídeo famoso, estão ainda presentes ainda Chacal do Sax, Gustavo Lins no violão, Leozinho no banjo (Grupo Faz Assim), membros do grupo "Curtindo a Vida", o ex-jogador Carlos Alberto e a delegada Adriana Belém, que ficou conhecida pela amizade com Adriano. Foi o "Didico", inclusive, que "deu a benção" para que o vídeo fosse compartilhado e, mais de um ano depois, se tornasse o sucesso que é:

Por que tanto alcance? Porque é simples, animado, desperta a curiosidade de saber em que situação foi feito (ufa, agora você já sabe!), mostra que até "imperadores" podem curtir a vida com a sempre necessária humildade e é um alento ao sugerir um descanso leve e descompromissado a quem trabalhou por toda a semana e, finalmente, pode descansar e relaxar a partir depois dos 29 segundos de vídeo.

O sextou, no entanto, vai além e pode durar horas e mesmo alguns dias (por que não?!). Para isto, nada melhor do que contar com uma ótima trilha e encerrar este texto com dicas de músicas que todo "sextou" de respeito deve ter. Então, solta o tantã, afina o cavaco, respire aliviado que é hora de sextar com as dicas de Rominho Coelho:

Enderson Oliveira é coordenador de conteúdo no DOL, professor e doutorando em Antropologia.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS