Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$
POLÊMICA

Após criticar Bolsonaro, Thammy Miranda pede exoneração na Câmara de SP

segunda-feira, 18/05/2020, 16:31 - Atualizado em 18/05/2020, 15:31 - Autor: (Folhapress)


"Pedi para ser exonerado", disse o ator
"Pedi para ser exonerado", disse o ator | Reprodução/Instagram

O ator Thammy Miranda, 37, revelou ter pedido exoneração do cargo que ocupa na Câmara Municipal de São Paulo.

Em conversa com seus seguidores nos stories do Instagram, o ator, que foi nomeado assessor especial em agosto de 2019, disse que tomou essa decisão para não onerar os cofres públicos diante da pandemia de coronavírus.

"Pedi para ser exonerado. Não achei justo estar ganhando o dinheiro do povo sem estar lá trabalhando. Não estou trabalhando na Câmara, pelo menos por enquanto. Quando a gente voltar a trabalhar, quem sabe", explicou.

Segundo consta no quadro de funcionários disponível no site da Câmara Municipal de São Paulo, o ator ocupava, em abril -quando a lista foi atualizada-, o cargo de assessor de liderança no gabinete da liderança da representação partidária do Partido Liberal (PL), sob o nome Thammy Brito de Miranda e Silva.

Crítico do governo Bolsonaro, Thammy fez questão de ressaltar que não é político nem ocupa cargo público e disse que, se estivesse no lugar de Nelson Teich, também teria saído do Ministério da Saúde. "A verdade é que a gente não tem um líder, tem um cara que quer mandar sozinho e que o gado dele obedeça", comentou. "Política pra mim não é profissão, não deveria ser profissão pra ninguém. Política, para mim, é missão", declarou.

Isolado em casa com a mulher Andressa Ferreira, 31, e o filho do casal Bento, 4 meses, Thammy fez um post no Instagram questionando por que os políticos não usam o SUS: "Só assim as verbas da Saúde não seriam desviadas e o povo teria o mínimo de dignidade".

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS