Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
30°
cotação atual R$
CORONAVÍRUS

Ator de ‘Lost’ diz que medicamento foi crucial na sua recuperação de covid-19

terça-feira, 24/03/2020, 16:50 - Atualizado em 24/03/2020, 16:50 - Autor: Com informações expressodiario.com


O ator defende a droga antimalárica como um possível tratamento para o coronavírus.
O ator defende a droga antimalárica como um possível tratamento para o coronavírus. | Reprodução

O ator de ‘Lost’ Daniel Dae Kim acredita que a droga antimalárica apontada pelo presidente Americano Donald Trump como um possível meio de tratamento para a pandemia do novo coronavírus, foi a “arma secreta” em sua recuperação após o diagnóstico positivo para a doença.

Nas redes sociais, o ator de 51 anos elogiou a hidroxicloroquina como sendo “crucial” no tratamento que o deixou agora “praticamente de volta ao normal” apenas alguns dias depois da confirmação de que havia sido infectado.

“Estou feliz em informar que meu progresso continua e me sinto praticamente de volta ao normal”, disse Kim em um vídeo gravado da sua casa no Havaí, onde ele se isolou. “Tenho a sorte de estar nos 80% dos casos diagnosticados que não exigiram hospitalização. Essa é uma estatística importante”.

Kim disse que quase não apresenta sintomas após ser tratado com um “coquetel” de remédios que incluíram Tamiflu; o antibiótico azitromicina – ou Z-Pak – e sua “arma secreta”, hidroxicloroquina.

Ele foi diagnosticado no dia 18 de março com COVID-19 depois de sentir a garganta arranhando, aperto no peito, dores no corpo e febre logo após retornar ao Havaí da cidade de Nova York. Quatro dias após o diagnóstico, ele disse que “não apresenta outros sintomas além de um pouco de congestão residual, que deve desaparecer em breve”.

“Sim, essa é a droga que o presidente mencionou no outro dia”, disse Kim em um vídeo no Instagram no sábado, observando que o Dr. Anthony Fauci havia alertado que supostas histórias de sucesso sobre o uso da hidroxicloroquina eram “apenas baseadas em experiências pessoais” e não em estudos científicos.

“Bem, adicione meu nome a essas experiências pessoais, porque estou me sentindo melhor”, Kim insistiu sobre o medicamento que ele disse ter sido “usado com muito sucesso” contra o vírus na Coréia.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS