Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
28°
cotação atual R$
SORRISO MAROTO

Retornando aos palcos de Belém, Bruno Cardoso agradece aos fãs: Amo vocês!

terça-feira, 08/10/2019, 16:41 - Atualizado em 08/10/2019, 16:41 - Autor: Com informações do R7


| Divulgação

Nos últimos dois anos, Bruno Cardoso, vocalista do Sorriso Maroto, precisou lidar com sérios problemas de saúde. Depois de ser diagnosticado com uma miocardite, inflamação na camada muscular do coração, e em seguida, um derrame pleural, ele volta aos palcos com força total. E Belém se prepara para este momento!

O cantor, que esteve presente no último dia do Rock in Rio 2019, desembarca em Belém no próximo domingo (13), dia do Círio de Nazaré, para o Marine Sunset, ao lado de Thiaguinho e Dilsinho.

Retomando a agenda de shows com a banda, Bruno revela: “A cada dia que passa me sinto mais confiante, firme e vivo. Ainda não estou curado. Estou apto a retomar a vida, mas com cuidado”.

Em entrevista ao site R7, Bruno Cardoso falou um pouco do seu retorno aos palcos e da sua recuperação:

P - Como foi a recuperação?

BC — A cada dia que passa me sinto mais confiante, firme e vivo. Ainda não estou curado. Estou apto a retomar a vida, mas com cuidado. O tratamento continua, porém, sigo a rotina normal.

P — O que você pensou quando descobriu a miocardite?

BC — Foi um período muito delicado. Muitas incertezas, medo, ansiedade, angústia. Mas também foi e está sendo um período de muito carinho, amor e positividade.

P - Como foi a emoção de voltar ao Sorriso Maroto?

BC — Fiquei seis meses pensando quando e como iria voltar a cantar... pedi muito em oração para que fosse rápido. E, graças a Deus, pude retornar a fazer o que amo junto daqueles que amo.

P — O que achou de ser substituído por Thiago Martins?

BC — Incrível! Não existe pessoa melhor do que ele. O Thiago é um dos artistas mais incríveis que já conheci. Um cantor incrível e um irmão para a vida. Ele foi um dos primeiros amigos a me ligar assim que me internei. Se colocou à disposição para o que eu precisasse. Disse que estaria comigo até debaixo d'água. E assim o fez.

p — E como surgiu a ideia de chamar o Thiago?

BC — Surgiu dias depois de nos falarmos ao telefone. No hospital, tive um papo com os integrantes para resolvermos o que faríamos com nossos compromissos. A banda queria parar até eu voltar. Eu já pensei o contrário e disse: "Por que vocês não chamam um cantor?". Todos ficaram sem resposta. E eu falei: "Thiago Martins". Os motivos são óbvios e hoje todos sabem. Daí, foram seis meses incríveis, convivendo com o Thiago, falando por "zap", pelas redes sociais, por vídeo. Ele sempre se manteve presente na minha vida e sou grato por isso. Amo esse cara.

P — O Sorriso Maroto já pensou em um novo trabalho?

BC — São mil ideias! [risos]. Aproveitei esse tempo e pus no papel músicas, projetos... a criatividade aflorou nesse tempo. A música nova do Sorriso, O Impossível, foi composta nesse período. Mas ela não fala sobre o que passei, mesmo com o título sugestivo.

P — Mas você escreveu algo pensando no drama que passou?

BC — Ainda não fiz uma música para falar exatamente disso. Acho que ainda não estou com um juízo completo para escrever uma composição como essa. Ainda não tenho todas as respostas claras na cabeça. Mas farei um dia, isso é certo.

P — Passado o susto, qual é a mensagem para os fãs?

BC — Gratidão é o melhor resumo. Está sendo incrível experimentar esse sabor de vitória. E isso só se tornou real porque tenho pessoas pelos quatro cantos do planeta enviando energias, pensamentos positivos e orações. Amo vocês!

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS