Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
25°
cotação atual R$
CLIMÃO

Chapelin rejeita homenagem com William Bonner e detona jornalista

segunda-feira, 30/09/2019, 11:02 - Atualizado em 30/09/2019, 11:30 - Autor: Com informações de Notícias da TV


| Reprodução/Instagram

Aposentado na última sexta-feira (27), quando se despediu do Globo Repórter, o jornalista Sérgio Chapelin se recusou a receber uma homenagem em uma entrevista a Pedro Bial com as participações de Cid Moreira, com quem dividiu a bancada do Jornal Nacional, e com William Bonner, que o sucedeu em 1996. O "não" do veterano de 78 anos intrigou os bastidores da Globo. Afinal, por que alguém recusa uma homenagem?

A Globo confirma que pretendia realizar uma edição do Conversa com Bial para marcar a trajetória de Chapelin e os 50 anos do Jornal Nacional, comemorados em setembro. Segundo a emissora, o primeiro apresentador do Globo Repórter não quis falar com Bial porque é "avesso a entrevistas".

A uma pessoa próxima, Chapelin confessou que, se fosse ao programa de Bial, teria de ir também ao de Fátima Bernardes, ao Domingão do Faustão e a outras atrações da casa. Ele preferia receber uma homenagem voltando a apresentar o Jornal Nacional ao lado de Cid Moreira, como ocorreu em 2015, nas comemorações dos 50 anos da Globo. Queria dar um último "boa noite" ao público.

Nos bastidores da emissora, também se ventila a versão de que Chapelin não nutre muita simpatia por William Bonner. Isso teria começado em 1996, quando a Globo tirou Cid Moreira e Chapelin do JN, e colocou Bonner e Lillian Witte Fibe, porque queria que o telejornal fosse feito por jornalistas que participavam de todo o processo de produção do noticiário, e não apenas leitores de notícias --uma injustiça, afinal Chapelin era, sim, um jornalista completo.

Além disso, ele não gostava de ver Bonner imitando Cid pelos corredores. Achava desrespeitoso.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS