Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


27°
R$

Cultura / Últimas

Últimas

Exposição de bolsas em Belém terá renda revertida para pessoas com HIV

domingo, 05/05/2019, 21:57 - Atualizado em 05/05/2019, 22:57 - Autor:


Onde você carrega suas coisas? Se for perguntar a uma mulher, a resposta vai ser: “em uma bolsa, é claro”. Mas esse item fundamental na vida das pessoas tem uma longa história.


Os povos primitivos já usavam o acessório, feito com peles de animais para guardar as caças. Aí damos um pulo para a Idade Média: elas variavam de tamanho, de acordo com o gênero da pessoa. Os homens carregavam bolsas maiores que as mulheres. Dentro era guardado os mais variados objetos: espelhos, sais de cheiro, garrafas de bebidas, leques e até testamentos. Vamos dar mais um salto e ir direto para o século XX: já era tratada como um acessório obrigatório, se transformando em um importante bem de consumo.


Se formos reparar, a função das bolsas não mudou dos povos primitivos para a atual sociedade. Mas o designer, material utilizado e tamanhos mudaram e muito. A tiracolo, ecobolsas, pochetes, clutch, mochilas, bolsa carteira, baguette e muitas variações para esse objeto que anda tanto com a gente “que depositamos ali o nosso bem maior”. Afinal, quem nunca escutou a frase: “minha vida está nessa bolsa”.


E por falar nisso, que o Comitê Arte Pela Vida juntou uma equipe de desenhistas e estilistas para um desafio: confeccionar bolsas únicas para a primeira edição da Exposição Bolsas de Maio. Aproximadamente 150 acessórios estarão na exposição com estilos e técnicas diferentes de customização e 11 criadores vão participar desta exposição que vai acontecer em um shopping no centro da cidade.


Andreia Rezende, designer da marca Traça Madrinha, é uma das convidadas e se inspirou nas estampas dos anos 60. As criações já estão finalizadas. “São eco bags de lona crua e apliques de girassol, as cores são do arco íris e todas elas são feitas com nylon 600, um tecido mais durinho e impermeável”.


O estilista Marcus Ramos também participa do evento e criou bolsas no estilo hippie chic. “Eu procurei fazer uma linha com traços mais retos e com um pouco de transparência, as bolsas têm porta moeda ou necessárie”, explica o designer.


A renda arrecadada vai ser usada para as ações da ONG que cuida das vidas de pessoas com HIV/AIDS há 23 anos. Bolsas de Maio é uma ótima oportunidade de ter uma peça exclusiva, assinada por uma pessoa bacana e um presente inesquecível para o Dia das Mães.


Serviço: Exposição Bolsa de Maio, nos dias 8, 9 e 10 de maio, no Shopping Pátio Belém (2° Piso Travessa Padre Eutíquio – Campina), de 10h às 22h.


(Com informações de divulgação)


 

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS