Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis


31°
R$

Cultura / Últimas

Últimas

Apesar de polêmica, fãs têm expectativa com Sandy e Junior

domingo, 17/03/2019, 07:45 - Atualizado em 17/03/2019, 09:17 - Autor:


Nossa História”, nome da turnê que comemora os 30 anos de carreira de Sandy & Junior, também se refere aos fãs, uma geração que cresceu com a dupla, sempre especulou e apelou por uma volta, e agora se vê em êxtase com o sonho virando realidade onze anos após o anúncio de que os irmãos seguiriam carreiras solo. Muitos deles já estão se preparando para esgotar os ingressos logo nos primeiros dias.


A pré-venda para todos os dez shows da temporada será dias 20 e 21, com vendas exclusivas para clientes do cartão Elo a partir da 10h do dia 20 pela internet e nas bilheterias de cada cidade – em Belém, nas lojas É Show do Boulevard e Parque Shopping. Já para o público em geral, as vendas começam dia 22 de março, a partir da 0h01 pela internet e das 10h nas bilheterias.


Os irmãos receberam a imprensa para anunciar a turnê especial, que começa dia 12 de julho, em Recife, e chega a Belém no dia 14 de setembro, no Hangar. Eles não descartaram atrair fãs nostálgicos, mas também os mais jovens. Sandy comentou que era curioso ver o filho pequeno ouvindo músicas como “Dig Dig Joy”.


LEIA TAMBÉM: 


Com 'open bar' de água por R$ 400, pacote vip de Sandy e Junior vira piada na internet


Show de Sandy e Júnior já tem data para acontecer em Belém


Show de Sandy & Junior deve tirar Palmeiras do Allianz no Brasileiro


A jornalista e fã Carol Menezes lembra que tinha por volta de 22 anos quando viu a dupla pela última vez e até chegou a entrevistá-los. “Vai ser legal revê-los com 35 anos, cantar as músicas em uma outra época da minha vida. Também acho que vai ter os dois públicos, mais a galera da nostalgia, e alguns devem levar os filhos, de repente”, comenta. Tem quem planeje amanhecer na porta do Hangar. É o caso da publicitária Gabriela Teixeira, de 29 anos. “Hoje estou correndo atrás de habilitar o meu cartão para comprar logo na pré-venda. Estou pensando em mandar fazer camisa para usar com minhas primas. E vou cedo para fila, para ficar perto. Estou planejando chegar de manhã, porque pelo que estou vendo vai muita gente”, avalia.


Para outros fãs, chegar cedo não basta. O tecnólogo Thiago Pina, de 28 anos, por exemplo, não vai se contentar só com um show. “Também quero ir no show em outros estados. Já comecei a me programar, quero ir para o de Fortaleza, Salvador e, talvez, Manaus. E tem um grupo de amigos que também faz planos de viajar”, diz ele, que hoje divide o afeto pela dupla com a irmã Rafaela.




A jornalista Carol Menezes com Sandy e Junior, durante uma entrevista, ainda com a dupla na ativa: fã desde a adolescência (Foto: Arquivo Pessoal)


Paixão que não se perde no tempo


Alguns fãs não conseguem nem lembrar quando exatamente começaram a ouvir Sandy & Junior, tamanha a relação afetiva que têm com os irmãos desde a infância, e dizem que as canções sempre estiveram em suas vidas mesmo após o fim dos trabalhos enquanto dupla. “Começou comigo pequena, escutei muito e até hoje, nas minhas redes sociais, sempre encaixo músicas deles e da Sandy”, conta Gabriela.


Com pôster, recorte de revista, CDs e outros itens guardados, a publicitária lembra que até para sua festa de 15 anos fez um penteado igual ao da cantora. A série de TV “Sandy &Júnior” também continua a ser assistida quando reprisa no canal Viva. “Com o show, voltei a ouvir as músicas direto, minha mãe diz ‘égua, não aguento mais, voltou tudo de novo! (risos)”.


Também cercado de itens colecionados, que inclui os ingressos dos últimos três shows da dupla em Belém - no Baenão (2002), no Mangueirão (2004) e no Cidade Folia (2007) -, Thiago diz que se tornou fã na infância também e, assim como Gabriela, chegou a ir aos shows de carreira solo de Sandy, em São Paulo. “Continuei a acompanhar tudo”, orgulha-se.


O caso de Carolina já foi um pouco tardio, por volta dos 16 anos, deparando-se com os irmãos em uma fase mais pop adolescente. “Minha irmã veio para Belém visitar e disse ‘escuta, tu vais gostar’. Não esperava gostar tanto, eu mesma estava em uma fase que gostava mais de pop e ainda assim passei a seguir a carreira deles. Hoje sou mais fã que minha irmã”.


Ela admite que antes desse episódio tinha um certo preconceito por ter a imagem da dupla ainda na infância, cantando canções como “Maria Chiquinha”. Carolina nunca foi dos fãs que colecionam itens, mas as músicas sempre estiveram presentes em sua vida. “Como eu canto, já tive banda, gosto muito da voz da Sandy. Minha playlist sempre tem duas ou três músicas da carreira solo dela. O trabalho deles estou reescutando. Recentemente fiz isso e pensei: que tempo bacana foi aquele... Eu ainda estava no colégio, passa um filme na tua cabeça, vem a lembranças dos amigos. O repertório sempre fez parte da minha vida, eles sempre estiveram na trilha sonora”, completa.


E é fácil adivinhar qual o sonho e a mais alta expectativa dos três fãs: chegar perto, falar, tirar uma foto com Sandy & Junior. Carolinha, claro, já se articula para garantir uma entrevista exclusiva para o currículo. “Eu nunca consegui foto com eles. É uma das coisas que quero muito!”, avisa Gabriela. Já Thiago teve contato com a dupla na turnê de despedida, em 2007, sorteado pela produção deles, junto com outros fãs. “Um dos melhores momentos da minha vida. Quero muito ter uma oportunidade de estar perto deles de novo”, afirma.


(Lais Azevedo/Diário do Pará)

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS