Diário Online

Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
23°
cotação atual R$
HOMENAGEM

Leona Vingativa participa de live em festival de cinema

Atriz, cantora e influenciadora digital paraense será homenageada no Festival de Cinema das Periferias da Amazônia

sexta-feira, 30/04/2021, 18:26 - Atualizado em 30/04/2021, 19:32 - Autor: Laís Azevedo/Diário Online


Leona Vingativa posa toda vaidosa diante do mural grafitado ontem por Dedeh Farias em sua homenagem no bairro do Jurunas
Leona Vingativa posa toda vaidosa diante do mural grafitado ontem por Dedeh Farias em sua homenagem no bairro do Jurunas | Arquivo Pessoal

O“Festival de Cinema das Periferias da Amazônia” traz, pela primeira vez, uma homenageada, a cantora, atriz e influenciadora digital Leona Vingativa, que participa, nesta sexta-feira (30), da programação virtual, com um bate-papo, às 19h, no YouTube. “Não dá para falar de audiovisual negro e periférico da Amazônia sem referenciar essa grande artista. Leona é pioneira no que fez e faz, não só no Pará, mas no Brasil”, considera uma das organizadoras do evento, a atriz e diretora Joyce Cursino.

Para Leona, a homenagem recebida nesta terceira edição do festival é como um reconhecimento aos anos em que cresceu, tornando-se uma referência nas redes sociais. “Tem sido incrível essa homenagem, eles mostrando o respeito que têm com o meu trabalho na comunidade. Isso está sendo maravilhoso, é um sonho realizado para mim”, celebra.

Considerada a primeira youtuber do Brasil, ela ficou famosa ainda criança por sua série “Leona Assassina Vingativa”, lançada de forma caseira em 2009, na plataforma. Por meio de sua personalidade bem conhecida e bem humorada, ela lembra que houve momentos em que fez vídeos no Ver-o-Peso conscientizando sobre a importância do uso do preservativo, e dentro de um lixão, chamando a atenção para o descarte correto do lixo. E mesmo em sua carreira na música, trouxe diversas temáticas importantes em seus videoclipes, seguindo no audiovisual em projetos com representatividade e irreverência.

“Eu sempre gostei de atuar, faço minhas novelinhas desde criança, então meu sonho sempre foi desenvolver meu lado artístico e fui me descobrindo, porque no começo era muito uma brincadeira”, diz ela. E compreende bem seu papel atual como representante da periferia. “Para mim é maravilhoso servir como espelho para essas pessoas, e muito obrigada a elas que me seguem nas redes sociais”, agradece.

TRAJETÓRIA

O bate-papo com ela, conversando com o público sobre essa trajetória e seus próximos lançamentos em audiovisual, marca o encerramento da programação do festival. Dentro de duas semanas, Leona vai lançar o videoclipe “Ribeirinho”, gravado na Ilha do Combu e outros pontos turísticos de Belém. Nele, a cantora aparece apaixonada por um ribeirinho e louca para atravessar o rio e encontrar com ele.

Além disso, dia 21 de maio ela lança nacionalmente o minidocumentário “Leona”, realizado por diretores de São Paulo, com estreia pela plataforma digital do Centro Cultural de São Paulo, o “SP Cine Player”. Alguns artistas paraenses com projeção nacional, como a cantora Gaby Amarantos, já têm dado uma força nessa divulgação.

Com tantas novidades, a artista afirmou estar realmente surfando em uma maré de felicidade, inclusive, em conversa ao telefone, ela contou estar ainda emocionada com um mural grafitado ontem pela manhã por Dedeh Farias, nos muros do Jurunas, bairro de origem dela.

“Eu chegar e ver minha pintura, essa homenagem e esse projeto [do ‘Festival de Cinema’] está sendo maravilhoso. O meu dia tá lindo!”, exaltou Leona, já na expectativa para um grande dia hoje também, no encontro virtual com o público.

ASSISTA:

Encerramento do “III Festival de Cinema das Periferias da Amazônia”

Quando: Hoje (30), às 19h

Onde: Youtube.com/Telas em Movimento

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS