Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
23°
cotação atual R$
BOA NOTÍCIA

Auxílio Emergencial: Governo do Pará relança festival para ajudar 1,6 mil trabalhadores da música

Nova edição do “Minha Banda na Cultura”começa a partir de hoje com repasse financeiro aos artistas

quinta-feira, 11/02/2021, 08:08 - Atualizado em 11/02/2021, 08:19 - Autor: Com informações de Agência Pará


Governador Helder Barbalho e a secretária de Estado de Cultura Ursula Vidal assinaram documento para continuidade da ação, na presença de representantes do setor.
Governador Helder Barbalho e a secretária de Estado de Cultura Ursula Vidal assinaram documento para continuidade da ação, na presença de representantes do setor. | Marco Santos/Agência Pará

O governador Helder Barbalho anunciou ontem que o Governo do Pará vai realizar a segunda edição do projeto “Minha Banda na Cultura”, com a exibição de clipes ou trechos musicais de bandas regionais nos intervalos da programação da TV Cultura do Pará, a partir desta quinta-feira. Além de uma janela de divulgação do trabalho dos artistas, a medida vai garantir apoio emergencial financeiro de R$ 500 para 1,6 mil profissionais da música, entre eles, músicos, DJs, técnicos e roadies (ajudantes de palco) que formam as equipes, com mais de 320 bandas e grupos do estado que foram diretamente impactados pela pandemia do novo coronavírus.

O governador explicou que a medida é compensatória por conta das restrições implementadas na rotina dos paraenses para preservar a vida e evitar o contágio e avanço da Covid-19. “Já havíamos apoiado [o setor] desde o ano passado, através da Lei Aldir Blanc, com mais de R$ 10 milhões em projetos para os fazedores de cultura. Acabamos de assinar o termo de fomento com a Academia Paraense de Música, que permitirá que seja feita uma ajuda emergencial para aqueles que estão envolvidos nas atividades culturais e estão sofrendo com as dificuldades do momento”, disse o governador, citando a instituição parceira na ação desde a primeira edição do projeto, lançada em junho de 2020.

“Essa medida é para atravessar as dificuldades e vencer a pandemia. Temos que priorizar a vida. Os sacrifícios que estão sendo feitos por tantos profissionais não podem ser esquecidos e, por isso, o Governo do Estado está tomando essa iniciativa”, completou Helder Barbalho.

A secretária de Estado de Cultura, Ursula Vidal, detalha que, por meio da Lei Aldir Blanc, o Estado contemplou 732 projetos voltados para gravação de CDs, realização de festivais e oficinas musicais. Mas que o Governo do Estado decidiu fazer ainda mais. “Neste momento de cuidados mais restritivos em relação à pandemia, o governador orientou fazermos um projeto de assistência imediata aos músicos diretamente envolvidos na noite e eventos”, detalhou.

CREDENCIAMENTO

A secretária Ursula Vidal explicou ainda que o Estado, em parceria com a União dos Artistas Paraenses (Uniaspa), vai credenciar os 1,6 mil profissionais que irão receber o auxílio. No site da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) há um link para os interessados em aderir ao auxílio, com informações sobre a documentação necessária ao credenciamento.

TV Cultura irá exibir artistas selecionados

O presidente da União dos Artistas Paraenses (Uniaspa), Júlio César Patrício, ressaltou que é “motivo de alegria comemorar mais um festival que, de alguma forma, tem algum caráter emergencial para todos que vivem da arte”. Ele lembrou que a pandemia impactou diretamente na categoria, por conta das medidas restritivas que interferem no funcionamento dos estabelecimentos noturnos, nos formatos de exibição musical e na aglomeração de pessoas nesses lugares, diminuindo o público.

 

Representantes da Uniaspa com o governador, a secretária de estado de Cultura,
deputado estadual Miro Sanova e Hilbert Nascimento, presidente da Funtelpa
Representantes da Uniaspa com o governador, a secretária de estado de Cultura, deputado estadual Miro Sanova e Hilbert Nascimento, presidente da Funtelpa Marco Santos/Agência Pará
 

Representante do segmento de aparelhagens e técnicos que trabalham nos bastidores musicais, DJ Edilson Santos, também comemorou.

“Estamos vivendo um momento muito crítico. O movimento das aparelhagens está parado desde março do ano passado. Neste segundo festival houve a sensibilidade de agregar alguns DJs do nosso movimento para que pudéssemos receber um pouco deste recurso, já que estamos sem trabalhar e passando por dificuldades”, disse.

O deputado estadual Miro Sanova aprovou a medida e ressaltou a sensibilidade do Poder Executivo Estadual em relação às necessidades da categoria. “Mais uma vez o Governo está sendo parceiro dos artistas. Será o segundo festival para que o Estado libera recursos. Enquanto deputado, participamos fazendo o meio de campo entre os envolvidos e estamos muito felizes com o resultado”, destacou.

NA TV

Os artistas selecionados, além de receber o auxílio financeiro, terão seus trabalhos exibidos na TV Cultura. “Além de oferecer esse apoio emergencial para a cadeia produtiva da música, nós também abrimos uma janela de oportunidades para divulgação do trabalho realizado por essas bandas, artistas e cantores por meio de clipes que serão exibidos nesta grande parceria que estamos renovando com a TV Cultura”, destacou Ursula Vidal, secretátia de estado de Cultura.

“Enquanto emissora cultural, educativa e estatal, é fundamental a participação neste processo que ajuda fomentar e divulgar a cultura paraense, no caso específico, através da música. No momento em que fazemos parte deste projeto, também temos a oportunidade de aumentar a grade local da emissora com conteúdo cultural para nossas 76 retransmissoras que têm uma cobertura de 118 municípios do estado”, completou Hilbert Nascimento, presidente da Fundação de Telecomunicações do Pará (Funtelpa), à qual a TV Cultura é vinculada.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

Para quem vai sua torcida no BBB21?

MAISACESSADAS