Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
23°
cotação atual R$
MÚSICA

Yuri Wariss estreia novo ciclo na vida e na arte com “Dynamite”

Autoral e pop, o ritmo do single traz referências da música americana, da música eletrônica da Europa e dos anos 1980.

terça-feira, 09/02/2021, 10:24 - Atualizado em 09/02/2021, 10:32 - Autor: Michelle Daniel


ingle lançado no final de janeiro veio com clipe e compõe o EP “YES”, previsto para março.
ingle lançado no final de janeiro veio com clipe e compõe o EP “YES”, previsto para março. | Divulgação

Com referências familiares no meio artístico, o cantor e compositor paraense Yuri Wariss, de 24 anos, precisava ter as próprias experiências, embora ainda quando criança já soubesse que esse era o mundo que queria seguir. Mas foi durante uma fase cercado de dúvidas, conflitos internos e descobertas, que surgiu o single e videoclipe “Dynamite”, que compõe o EP “YES”, primeiro álbum do artista que será lançado em março, para selar o fim de um ciclo e o início de outro na carreira e na vida pessoal.

Autoral e pop, o ritmo de “Dynamite” traz referências da música americana, da música eletrônica da Europa e dos anos 1980. “A letra fala das primeiras experiências amorosas, que é tudo muito intenso. ‘Dynamite’ é uma metáfora para isso. E tem um trecho que fala que se fosse correto eu amaria como Julieta amou, eu morreria de amor se fosse possível. Isso também guiou muito a estética do videoclipe, pois ele traz essa história do casal, mas por uma ótica mais futurista, com cores fortes, misturando a música com parte lírica e o som, que é mais explosivo. A música e o vídeo têm esses contrastes”, descreve o compositor sobre o single lançado no último dia 30 por meio da plataforma Vevo e com produção totalmente independente, feita remotamente com produtores brasileiros venezuelanos e franceses.

O primeiro EP de Yuri também carrega as experiências pessoais do artista com sexualidade e relacionamentos. “Esse álbum tem várias sonoridades. O contexto lírico vem da minha primeira experiência com o amor, da minha negação da minha sexualidade. Minha relação com o amor veio tarde, aos 20 anos, por meio do mundo digital, e a primeira música, em especial, fala sobre essa descoberta. A narrativa é essa: de dizer ‘sim’ para um, para outro, depois ‘sim’ para outra pessoa. Existe essa efemeridade que começa no nicho virtual e a sonoridade acompanha isso”, comenta.

Marcado pela música pop, escutando principalmente cantores como Lady Gaga e Katy Perry, Yuri tem outras referências e inspirações de dentro de casa: a mãe, que foi bailarina, e a avó, compositora de bregas. Aos 17 anos, começou a trabalhar como ator, mas a estreia do jovem no mundo artístico é recente, em 2017, quando lançou o primeiro trabalho musical tendo todas as canções autorais. “Esse álbum representa um sonho desde os 7 anos, porque sempre vi a arte como único caminho possível pra mim. É um processo muito recente, que aconteceu em um momento muito oportuno. Hoje eu olho para esse lançamento como a conclusão de um ciclo de muita introspecção, de vergonha, insegurança, mas é o começo de um grande ciclo da minha vida. É como se eu estivesse atingindo a maioridade dos meus medos, para viver agora essa nova vida que eu sempre quis”, afirma Yuri, que é publicitário e designer gráfico.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

Para quem vai sua torcida no BBB21?

MAISACESSADAS