Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
29°
cotação atual R$
NEGRITUDE COM ORGULHO

Wolo TV: streaming no Brasil traz conteúdo focado na população negra

Plataforma apresenta narrativas positivas para os negros e estreia “Casa de Vó” (foto).

sábado, 09/01/2021, 09:18 - Atualizado em 09/01/2021, 09:30 - Autor: Lais Azevedo Martins


Primeira série original da Wolo TV, “Casa de Vó” tem Margareth Menezes como protagonista e também traz Rincon Sapiência no elenco.
Primeira série original da Wolo TV, “Casa de Vó” tem Margareth Menezes como protagonista e também traz Rincon Sapiência no elenco. | Julio Limiro/Divulgação

O ator e diretor Licínio Januário e Leandro Lemos, que tem bagagem de mais de 20 anos de experiência na área de tecnologia, lançaram em dezembro a Wolo TV, a primeira plataforma de streaming no Brasil com conteúdo focado na população negra brasileira. A chegada desse presente ao mercado é marcada pela estreia da série de comédia original “Casa da Vó”, com elenco e equipe negra, tendo a cantora e atriz Margareth Menezes como a protagonista Teresa.

Mahrco Monteiro, Música na Band e atriz paraense em filme nacional. Confira no 'É Bom à Bessa'

“No início, fiquei um pouco assustada com a proposta porque, por ser uma série, demandava muitos dias de gravação. Mas quando vi o conteúdo achei muito legal. A Teresa é uma personagem interessante, uma avó que é uma mulher com muita energia, que gosta e entende de tecnologia, já com uma consciência racial e que dá apoio aos netos para que eles também encontrem seus caminhos, tenham uma carreira profissional bacana. É uma comédia com personagens viáveis, muito diferente do padrão que a gente vê na televisão de uma família negra”, comenta a artista, em entrevista para o Você.

Escrita pelo próprio Licínio Januário, junto com o ator, roteirista e diretor baiano Alex Miranda, e também com parceria de Érica Ribeiro e Milena Anjos, a série faz parte da iniciativa de produzir narrativas positivas e representativas para a população negra no Brasil e no mundo. “A população negra consome em média R$ 1,7 trilhão por ano, mas ainda não vemos séries de TV que mostram famílias negras em posição de sucesso”, comenta Leandro Lemos.

Não é o caso de Teresa. A personagem de Margareth é uma ex-funcionária pública bem-sucedida que abriga os quatro netos em sua casa, no tradicional bairro do Jabaquara. Vindos de outras cidades para tentar a vida na Grande São Paulo, eles têm na avó a parceira para ajudá-los a driblar as dificuldades. O elenco conta ainda com o rapper e produtor musical Rincon Sapiência, o ator Wilson Rabelo (Bacurau), e os influencers baianos Jacy Lima e Dum Ice. “É um elenco muito bacana, em uma série que nos conecta com outras famílias negras, algo necessário para criar mais referências”, diz Margareth.

VEJA TAMBÉM:

Beleza Fashion Pará será realizado neste domingo com transmissão online

Hulk Pão fala sobre união de Amapá e Pará contra o preconceito

A primeira temporada tem cinco episódios com duração média de 30 minutos, contando, por trás das câmeras, com outros nomes conhecidos do audiovisual brasileiro, como os diretores de fotografia Sergio Isidoro e Cristiano Conceição, que trabalhou em “M8 - Quando a Morte Socorre a Vida”, longa-metragem que concorre à vaga brasileira ao Oscar de “Melhor Filme Estrangeiro” em 2021. “Estamos trabalhando com a Wolo TV para usar a tecnologia e a mídia para as pessoas negras serem representadas de formas dignas e assertivas, para descentralizar e expandir a indústria do entretenimento”, diz Januário.

Quem quiser assistir ao conteúdo na plataforma, basta acessar o site dela e comprar qualquer série ou filme individualmente, como no modelo de pay-per-view. Outras séries e filmes originais da Wolo TV já estão em produção e seus realizadores também fazem um mapeamento para parcerias de exibição de conteúdos.

“Todas essas referências negras ocupando novos espaços, antes delas vieram gerações de pais e avós que batalharam para isso, para que eles tivessem mais oportunidade. Com essa plataforma, mais um caminho se abre”, diz Margareth.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS