Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
23°
cotação atual R$
MÚSICA

Yuri Guedelha grava dueto com filha de Cleide Moraes em homenagem à Rainha do Bolero

Cleide Moraes morre vítima de acidente de trânsito na rodovia PA-391, a Belém-Mosqueiro, próximo ao município de Santa Bárbara

quinta-feira, 07/01/2021, 09:26 - Atualizado em 07/01/2021, 09:27 - Autor: Ana Paula


Homenagem à cantora que morreu em um acidente de trânsito no último mês de julho
Homenagem à cantora que morreu em um acidente de trânsito no último mês de julho | Divulgação

O bolero “Saudade Rainha”, composição de Yuri Guedelha, cantada por ele com participação especial de Brenda Moraes, filha da cantora Cleide Moraes, é uma homenagem à Rainha da Saudade, que morreu no dia 26 de julho do ano passado, vítima de acidente de trânsito na rodovia PA-391, a Belém-Mosqueiro, próximo ao município de Santa Bárbara. A homenagem ganhou clipe que está no YouTube com produção musical e captação de imagens de Renato Rosas, produção e sincronização de Dilson Nóbrega e produção geral de Maria do Carmo Brito.

“Fiz essa canção com as músicas que ela mais gostava. Foi uma perda muito grande e todo mundo ficou triste, quis prestar essa homenagem. Depois que compus, mostrei para a Brenda e ela ficou muito emocionada, quis cantar. Foi pela amizade que fiz”, conta Guedelha.

O músico conheceu Cleide Moraes através de um amigo em comum, Nazareno do Bole Bole, que na época fez um show de sambas paraenses e apresentou os dois. Daí começou uma amizade e algumas parcerias profissionais. Cleide interpretou músicas de Guedelha e ele a convidou para dois shows juntos.

Para compor, Yuri conversou com Brenda e com uma amiga de Cleide, para saber quais as músicas preferidas e que não faltavam no repertório da cantora. Entre elas, estava “Gostoso Demais”, do Dominguinhos.

“Ela gostava de bolero e cantava muito bolero, apesar de cantar de tudo. Mas 80% era bolero. Na primeira parte da música eu falo da saudade e da importância dela para a cultura paraense. No final da canção, faço a referência à música do Dominguinhos”, diz Yuri.

Brenda diz que a iniciativa da música partiu de Yuri, assim como o convite para que ela cantasse. “Foi inesperado, porque até então eu não cantava profissionalmente. Mas ele acreditou no meu talento e potencial. E fizemos essa obra, essa linda homenagem para a minha mãe”, conta Brenda. “A emoção foi grande. A letra é linda, fala da saudade, do amor que a gente sente por ela. No começo foi difícil, ele viu que eu estava meio congelada e nervosa, porque a gente vai se emocionando com a letra. E aí tem que dar aquela segurada para não chorar”, lembra Brenda, que elogia o trabalho feito por Yuri. “Ele é um músico fantástico, professor de música também, então conduziu muito bem essa gravação, os arranjos, a letra, ele é fenomenal. Foi muito lindo e a emoção tu sentes ao ouvir a música. É um vício, é o toque do meu celular”, confidencia a filha de Cleide Moraes.

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS