Edição do dia

Edição do dia

Leia a edição completa grátis

Previsão do Tempo
27°
cotação atual R$
CULTURA

Circular Campina faz nova edição hoje com programação focada no futuro da cidade

A programação inicia às 8h e vai até 21h, pelo Facebook e Instagram, com acesso gratuito

domingo, 22/11/2020, 08:46 - Atualizado em 22/11/2020, 09:06 - Autor: Lais Azevedo


| Nélita Gaia/Divulgação

O Circular Campina Cidade Velha chega à sua 33ª edição, sendo a 4ª em plataforma digital, convidando o público para conhecer obras e trabalhos de artistas, além de debater o presente e o futuro da cidade. A programação inicia às 8h e vai até 21h, pelo Facebook e Instagram, com acesso gratuito.

Esta edição está valorizando bastante a faixa da manhã com programação infantil. Diretamente do Casarão do Boneco, Adriana Cruz apresentará a história “O Rei Está Descansando”. Já Leonel Ferreira apresentará a história “Mel e Kiko – Uma História com Muitos Nós”, e Lucas Alberto, da Cia Sorteio de Contos, apresenta “Os Três Presentes”, história que se passa na cidade do Congo.

Outros convidados pensados especialmente para os pequenos é Ester Sá, que vai narrar, em “Nina Brincadeira de Menina”, histórias de vida e arte da saudosa artesã dos brinquedos de miriti Nina Abreu. A atriz, contadora e diretora acabou de lançar um canal no YouTube. E Vandiléia Foro fecha a manhã infantil com “O Mergulho”, baseado no livro “Visagens, Assombrações e Encantamentos da Amazônia”, do escritor Walcyr Monteiro.

EXPOSIÇÃO

O finalzinho da manhã conta com a exposição virtual “fabulações das raízes”, de Madalena Felinto, um ensaio documental-imagético que é também desdobramento do projeto “água de pé olho d’água cabeceira ou O Arquivo Vivo das Coisas”, definido por ela como o escoamento de uma pesquisa que trata de arquivos. “Ele foi uma ação que se deu em um igarapé, uma área de preservação ambiental (APA), que pertence por gerações à minha família; e a gente vivencia neste momento uma invasão das terras, de quererem se apoderar da área por questões econômicas, se aproximando das fontes de água com desmatamento ilegal, se apropriando de áreas mais sensíveis”, explica a artista.

Madalena realizou caminhadas com um dispositivo de georreferenciamento acoplado ao seu corpo. O desenho formado por essa trajetória no GPS foi depois projetado em um tecido de algodão de quase dois metros e, com o lápis carvão, ela fez o desenho do entorno do igarapé. Outro elemento que fazia parte desse trabalho anterior é uma montra, que também está em sua família há anos. Dentro desta, tinha vidrinhos com imagens fotográficas minúsculas do álbum da família das décadas de 1970 e 1980.

No “fabulações das raízes”, a artista retirou essas imagens e expandiu um pouco mais, acrescentando outras fotos do trabalho de campo do ‘água de pé…’, mais contemporâneas, de 2018. “E essas imagens, mesmo que distanciadas por mais de 40 anos, são do mesmo espaço de convivência da família”, pontua. A apresentação da exposição será por meio de um site gratuito. “Mas a organização obedece a uma edição, de uma história que já foi criada e editada por mim para esse formato. Tem uma apresentação do que é o projeto, o que é o ‘fabulação das raízes’”, adianta.

WEBNÁRIO

A equipe gestora do Circular realiza ainda o webnário inédito “Belém do Amanhã”. A live, ao vivo pelo canal de YouTube e retransmissão pelo Facebook do Circular, vai abordar diversos temas sobre a nossa “Mangueirosa”, com rodízio de participações que vão interagir com a geógrafa Goretti Tavares, com o historiador Michel Pinho, e a arquiteta Dorotéa Lima. Também será debatido “Arte e Mercado: experiências em espaços independentes”, reunindo os gestores do Espaço Cultural Candeeiro, Heldilene Reale e Natan Garcia, além da fotógrafa Ursula Bahia, do Ateliê Jupati, e de Camila Fialho, da Fotoativa.

“Convidamos para essa conversa várias pessoas, de diferentes segmentos e bairros da cidade, aproveitando também esse momento de destaque para as questões políticas, com as pessoas falando sobre suas expectativas, qual é a Belém que elas querem. Vamos falar de mobilidade, de patrimônio, de urbanização, habitação, turismo, educação”, explica Dorotéa. Cada convidado vai passar pela live para bater um papo de cerca de 10 minutos com Dorotéa, Michel ou Goretti. “Apesar de sermos os três de áreas distintas, temos em comum a luta pela preservação do patrimônio, vamos nos revezar para receber essas pessoas na live, e não só entrevistar como ser entrevistados também”, explica.

CONVIDADOS

Na música, o projeto exibe o show “Guitarreiro do Mundo”, de Mestre Vieira, apresentado em 2017, no Rio de Janeiro, uma das últimas apresentações do artista fora do Pará, antes de seu falecimento em fevereiro de 2018. Também tem novidades musicais com Bruno B.O., que acaba de lançar o DVD “Afroamazônico”; e a live do projeto “O Mercado do Choro Roda a Cidade”, com a participação do historiador Michel Pinho. A transmissão ao vivo inicia a partir das 17h, no canal do grupo no YouTube, e será retransmitida às 21h, pela Circular.

No repertório, o Mercado do Choro traz músicas do primeiro álbum e algumas inéditas que vão integrar o “Passeio Público”, disco que será lançado em dezembro. A live vai contar também, com participações do percussionista Kleber Benigno, um dos parceiros que fazem parte da trajetória musical deles. “Pra gente é uma honra e felicidade muito grande estar no Circular, onde sempre participamos fazendo roda de choro no Porto do Sal. Tanto que uma das músicas novas homenageia o Circular, projeto que tem a ver com essa ocupação dos espaços, que também é a essência do nosso projeto”, comenta o clarinetista Tiago Amaral, um dos integrantes do grupo ao lado de Carla Cabral (cavaco), Diego Santos (violão sete cordas) e Gabriel Ventura (pandeiro).

O público ainda vai poder conhecer, durante esta edição, o trabalho do grupo Os Dinâmicos, músicos do grupo Vieira e Seu Conjunto, que inspirou a série de animação de mesmo nome. “Eu tenho um conteúdo que são os personagens reais comentando a série, estou também colocando o clipe deles de ‘Cúmbia Dinâmica’ e o trailer da animação ‘Os Dinâmicos’ também”, comenta Luciana Medeiros, idealizadora da série de animação e parte da equipe organizadora do Circular.

PROGRAMAÇÃO

33º Circular Campina Cidade Velha

Quando: Hoje, das 8h às 21h.

Onde acompanhar: Facebook (@ocircular), Instagram (@circularcampinacidadevelha) e Youtube (bit.ly/YoutubedoCircular).

Horários

l 8h – Mel e Kiko – Uma História com Muitos Nós | Leonel Ferreira

l 8h30 – O Rei está Descansando | Adriana Cruz

l 09h – Três Parentes | Lucas Alberto

l 9h30 – Nina Brincadeira de Menina | Ester Sá

l 10h – O Mergulho | Vandiléia Foro

l 10h30 – Exposição “Fabulações das Raízes” | Madalena Felinto

l 11h – Revista Circular | Número 7

l 11h30 – Galeria Mini Livro, oficina com Fernando Lima Monteiro

l 12h – 13h – Show Guitarreiro do Mundo (2017) | Mestre Vieira

l 13h30 às 14h30 – Afroamazônico | DVD de Bruno BO

l 15h – O Rio | Single-clipe de Leo Chermont

l 15h30 – Trailer | Série de animação “Os Dinâmicos”

l 16h – “Cúmbia Dinâmica” | Clipe de Os Dinâmicos

l 16h30 – Círculo de Autoestima – Documentário | Lorena Fabeni

l 17h às 18h30 – Live Belém do Amanhã | Equipe Circular e convidados

l 19h às 20h30 – Live Arte e Mercado: Espaços independentes | Candeeiro

l 21h – Live Passeio Público (reapresentação) | O Mercado do Choro

Conteúdo Relacionado


0 Comentário(s)

MAISACESSADAS